Dourados – MS quarta, 12 de agosto de 2020
Dourados
29º max
18º min
Segurança e Saúde JBS
MS

Reinaldo cobra investimentos para transporte e educação

08 Jun 2016 - 07h29Por Do Progresso
Governador Reinaldo reivindica, no DF, recursos para o MS - Governador Reinaldo reivindica, no DF, recursos para o MS -

O governador Reinaldo Azambuja se reuniu esta semana com o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Lessa, para entregar reivindicações de investimentos em Mato Grosso do Sul. No Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Reinaldo tratou sobre incentivos e manutenção da Ferrovia Malha Oeste, administrada pela Rumo ALL.

Também cobrou posicionamento do ministério sobre o programa de investimentos em logística dos aeroportos regionais de Dourados, Coxim, Três Lagoas, Bonito, Costa Rica e Nova Andradina; falou sobre a retomada urgente do processo de estudos de concessão para duplicação da BRs 262 e 267, nos trechos Três Lagoas/Campo Grande e Bataguassu/Nova Alvorada do Sul; e debateu a finalização das obras da ponte que liga Três Lagoas a São Paulo.

No Ministério da Justiça e Cidadania, o governador se encontrou como ministro Alexandre de Moraes para tratar de segurança nas fronteiras de Mato Grosso do Sul com a Bolívia e o Paraguai e de questões indígenas no Estado.

Educação


Reinaldo se reuniu, ainda, com o ministro da Educação, José Mendonça Bezerra Filho, para buscar apoio no cumprimento das metas do Plano Estadual de Educação (PEE), como reforma de escolas e formação continuada de professores. De acordo com o governador, parceria entre o Ministério da Educação (MEC) e o Governo do Estado, com investimentos na estrutura das escolas e na formação continuada dos profissionais da educação, é necessária para que as práticas pedagógicas desenvolvidas sejam inovadoras e tenham sempre como foco a aprendizagem dos alunos.

Com esse propósito, foram apresentadas duas demandas ao ministério. A primeira trata da formação continuada oferecida aos mais de 26 mil profissionais da educação: docentes da Educação Básica, da Educação para Jovens e Adultos (EJA), Educação Especial, escolas indígenas e quilombolas e administrativos. A segunda consiste na garantia do acesso à educação aos alunos da Rede Estadual de Ensino por meio de reforma geral de 70 escolas em condições ruins de uso, garantindo assim ambientes preparados para o atendimento ao aluno; ampliação de 81 escolas, com construção de bibliotecas, salas de tecnologia, refeitórios salas de aula, cozinhas, auditórios e outros ambientes; e repasse complementar para o transporte escolar, uma vez que as chuvas intensas iniciadas em dezembro de 2015 deixaram muitas estradas sul-mato-grossenses intransitáveis.

Deixe seu Comentário