Dourados – MS segunda, 17 de fevereiro de 2020
Dourados
35º max
22º min
Dia-a-Dia

Projeto readequa o sistema viário de Dourados

10 Fev 2011 - 17h50
Projeto readequa o sistema viário de Dourados - Crédito: Foto: Divulgação Crédito: Foto: Divulgação
DOURADOS - A Prefeitura de Dourados apresenta hoje, às 9h, o estudo para elaboração do projeto do novo sistema viário da cidade. O esboço, elaborado pela Secretaria Municipal de Planejamento identificando os problemas e apontando as soluções dentro da realidade atual do município, será apresentado aos demais secretários e ao deputado federal Geraldo Resende (PMDB).

A prefeita Délia Razuk, que determinou a realização do estudo para melhorar o sistema viário da cidade, já pediu o apoio do parlamentar na busca de recursos para as obras. “Confiamos no trabalho do deputado Geraldo Resende e temos certeza que ele vai lutar por recursos para essas obras que serão de grande importância para a cidade”, afirma.

Geraldo Resende já se propôs a pleitear recursos, para viabilizar o projeto e a implantação das mudanças, que vão criar novas vias de acesso às rodovias e ao centro, desafogando o trânsito no quadrilátero central.

A secretária de Planejamento, Ana Luiza Lacerda adiantou que trata-se de alterações para readequar o trânsito, abrindo novas possibilidades de acesso entre rodovias, bairros e a área central. Uma das primeiras soluções seria a duplicação da rua General Osório ligando a Avenida Marcelino Pires à BR-463, mais uma opção de acesso à fronteira.

O prolongamento da Avenida Weimar Torres até ao Monumento ao Colono, a abertura da Monte Alegre até os fundos do Laticínio Camby e a abertura de uma avenida seguindo as torres de alta tensão que passam pelo prolongamento da Marcelino Pires, cortando a Vila Nova Esperança e outros bairros, até chegar ao traçado do Anel Rodoviário são outras medidas apontadas no estudo.

O estudo aponta ainda a proposta de implantação de uma grande rotatória na região do Jardim Clímax, para distribuir acesso às várias regiões da cidade. Ana Luiza considera a ideia como um “projeto inovador” em termos de Dourados. Entres os acessos estariam à saída para a Itahum e ligações com as ruas Cuiabá e Monte Castelo e com a região do Parque do Lago.


Deixe seu Comentário