Dourados – MS segunda, 13 de julho de 2020
Dourados
31º max
19º min
Respeito à Vida/ALMS (Ramal)
PARA ESTUDANTES

Projeto do Detran pode reduzir custo de novas CNHs em até 9,6%

10 Mar 2016 - 17h45
Estudantes da Escola Estadual Ministro João Paulo dos Reis Veloso participam de projeto sobre o Maio Amarelo.
Foto: Néia Almeida - Estudantes da Escola Estadual Ministro João Paulo dos Reis Veloso participam de projeto sobre o Maio Amarelo. Foto: Néia Almeida -
Carlos Augusto *


O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), vem realizando desde 2012 um novo projeto em escolas estaduais do Mato Grosso do Sul, que foi chamado de Trânsito na Escola: Formação do Jovem Condutor. O projeto que iniciou em Campo Grande, hoje vem ganhando bastante espaço em outras cidades como: Dourados, Ponta-Porã, Nova Alvorada do Sul e Bela Vista. Em Dourados, o projeto vem sendo trabalhado em poucas escolas, como a Escola Estadual Ministro João Paulo dos Reis Veloso, Escola Estadual Celso Müller do Amaral, Escola Estadual Presidente Tacredo Neves, entre outras. Apenas os alunos estudantes das escolas citadas, poderão participar do projeto. A média de alunos na cidade de Dourados é 100 alunos.

Graças ao projeto, o novo condutor que resolver tirar sua CNH, irá conseguir de uma maneira mais fácil. Sem precisar pagar nada pela aula teórica. O condutor irá desembolsar apenas, o valor pela aula prática e também, fará os testes psicológicos que todos os novos motoristas são obrigados a fazer na autoescola. Sendo assim, a CNH poderá sair em média 9,6% a menos. O Progresso entrou em contato com autoescolas em Dourados e o preço médio para tirar CNH nas categorias A/B - carro e moto - é R$ 1.200. Deste total, R$ 260 é referente ao custo de aula teórica e o estudante que participa do projeto abate este valor e paga R$ 940 para ser habilitado.

Para participar do curso, o aluno deverá estar no segundo ano do ensino médio, ou então possuir CPF, possuir no mínimo dezesseis anos de idade. O pai ou responsável do mesmo deverá ir até a escola que o aluno está matriculado, no dia da reunião que será marcada pela coordenação escolar, e deverá estar acompanhado de um documento com foto. Na reunião, todos os responsáveis irão receber dois uniformes para cada aluno. E no primeiro dia do curso os jovens irão ganhar cinco livros, para os dois anos letivos.

O curso dura em média dois anos, e os alunos devem ter uma média de sete pontos nas avaliações que serão dadas no final da conclusão de cada conteúdo abordado. As aulas acontecem uma vez por semana, durante duas horas e o período é escolhido pelos pais, ou pelos alunos com mais de 18 anos de idade. Além disso, os professores do curso, sempre entram em contato com os alunos informando o que haverá de conteúdo na próxima aula. Alguns professores ainda chegam a dar experiências fora de sala de aula, na entrega de panfletos, ou até mesmo em simuladores e palestras que são coordenadas pelos alunos do curso, para os alunos que ainda não podem participar do mesmo.

Na formatura, todos os alunos ganham um certificado provando que o mesmo esteve presente em pelo menos 90% das aulas. O aluno deverá levar o certificado até a autoescola, e logo depois se direcionar as outras avaliações que serão direcionadas por cada autoescola.

"Para mim, o curso é extremamente importante, incentiva os jovens, mostram para nós que somos importantes para o futuro do trânsito, ele me deu a oportunidade de economizar um pouco do dinheiro que eu iria gastar com a autoescola, e me ajudará a comprar a minha moto quando eu possuir minha carteira de motorista" comenta a aluna Marcely Lopes, que está cursando o último ano do projeto, na Escola Estadual Ministro João Paulo dos Reis Veloso, em Dourados.

Deixe seu Comentário