Dourados – MS sábado, 11 de julho de 2020
Dourados
31º max
14º min
Dia-a-Dia

Projeto de Educação e Saúde contra o Aedes chega a 18 mil pessoas

18 Mar 2016 - 09h37
Prefeitura investe em orientações em escolas e empresas sobre os cuidados necessários para evitar criadouros do mosquito. - Crédito: Foto: DivulgaçãoPrefeitura investe em orientações em escolas e empresas sobre os cuidados necessários para evitar criadouros do mosquito. - Crédito: Foto: Divulgação
O projeto de "Educação e Saúde" da Secretaria Municipal de Saúde de Dourados, realizado através do Centro de Controle de Zoonozes (CCZ) já atingiu pelo menos quase 18 mil pessoas desde janeiro deste ano. A coordenadora do CCZ, a bióloga Rosana Alexandre da Silva, explica que o órgão tem uma equipe de ‘Educação e Saúde’ que visita diariamente escolas e empresas fazendo palestras orientando para sensibilizar as pessoas no combate aos possíveis criadouros do Aedes aegypti.


Também são distribuídos folders mostrando a importância de alguns hábitos para o combate do mosquito transmissor. Além das ações tem os mutirões, intensificadas nos bairros onde o Levantamento do Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) apontou alto índice de mosquitos.


Hoje, o mutirão será realizado no Novo Horizonte, Parque do Lago, Altos do Alvorada, Vila Toscana, Ipê Roxo, onde o índice de infestação foi o mais alto, chegando a 2,1%. O ponto de encontro para os agentes de saúde e endemia é na Unidade de Saúde do Jardim Novo Horizonte. O mutirão vai das 7h às 17h.


No sábado, das 7h às 13h, será a vez dos bairros, Altos da Monte Alegre, Vila Índio, Vila Rosa, onde o índice de infestação foi de 1,2%. O ponto de encontro é no Ginásio municipal de Esportes.


O Secretário de Saúde Sebastião Nogueira disse que todas essas ações de combate ao mosquito ocorrem de forma planejada, como quer o prefeito Murilo, para que o resultado seja mais eficiente. Diante disso, são realizadas visitas domiciliares, orientação e eliminação dos focos e possíveis criadouros do mosquito. Também é feita a distribuição


Os imóveis em situação crítica, não atendendo às solicitadas previstas na Lei Municipal 2850 de 2006, serão notificados e estarão sujeitos a multa. Para mais esclarecimentos e agendamento de palestras, pelo (67) 3411-7753.

Deixe seu Comentário