Dourados – MS quinta, 01 de outubro de 2020
Dourados
41º max
24º min
Ação

Projeto da UFGD faz ações de conscientização sobre o tráfico de mulheres

28 Jul 2016 - 13h54Por Valéria Araújo Do Progresso
Projeto da UFGD faz ações de conscientização sobre o tráfico de mulheres -
Para marcar o Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, o projeto de extensão Ação contra o Tráfico de Mulheres está realizando nesta semana diversas atividades para dialogar, compartilhar saberes e conhecimentos sobre o tema.


Na manhã de hoje, 28 de julho, está acontecendo um bate papo com um grupo de mulheres no Centro de Referência de Assistência Social do Parque do Lago. Já no final da tarde, às 17h30, ocorrerá uma ação no Terminal de Transbordo de Dourados, um dos locais públicos escolhidos para chamar a atenção e conversar com a população sobre o tráfico de mulheres.


Amanhã (29), às 19h30, o projeto fará um ato na Faculdade de Direito e Relações Internacionais da UFGD, localizada na Rua Quintino Bocaiúva, nº 2.100, esquina com a Rua Manoel Santiago, no Jardim da Figueira. O encerramento será neste sábado (30), a partir das 10h30, com ação na Praça Antônio João, Centro de Dourados.


A programação teve início em 23 de julho e os interessados podem entrar em contato por meio da página do evento: https://www.facebook.com/projetoacaotims/.



ENFRENTAMENTO


Dia 30 de julho é o Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, instituído na Assembleia Geral da ONU em 2013. Em 2014, pela primeira vez, a data foi celebrada, com objetivo de demonstrar apoio às vítimas, dar visibilidade e promover a conscientização através de ações do Escritório das Nações Unidas para Drogas e Crime (UNODC) e a Campanha Coração Azul.

O conhecimento e mobilização da sociedade, das instituições públicas e privadas e das redes de enfrentamento ao tráfico de pessoas para conscientização são essenciais nessa campanha.




SOBRE O PROJETO


O projeto extensão sobre o Tráfico Internacional de Mulheres reúne um grupo de acadêmicas da Faculdade de Direito e Relações Internacionais da UFGD, orientadas pela professora Tchella Maso que, sensibilizadas com a dimensão do tráfico de pessoas, a discriminação do gênero feminino e com a vulnerabilidade da fronteira, se uniu para lutar contra isso.


O objetivo é mostrar a realidade do estado de Mato Grosso do Sul e do mundo, no que tange à compra e venda de mulheres para exploração sexual.

Deixe seu Comentário