Dourados – MS sexta, 25 de setembro de 2020
Dourados
35º max
19º min
Palestra

Professor fala de déficit tecnológico durante evento sobre Marco da CT&I

21 Jul 2016 - 14h52
Professor fala de déficit tecnológico durante evento sobre Marco da CT&I -
Durante debate sobre o novo Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação, realizado na manhã desta quinta-feira (21), Dr. Gesil Sampaio Amarante Segundo, que é coordenador de transferência de Tecnologia da Universidade Estadual de Santa Cruz (em Ilhéus, Bahia), falou sobre o déficit tecnológico no país. "Precisamos ajudar o Brasil a resolver esse problema que emperra o desenvolvimento. Pois há necessidade de existir um sistema onde a produção tecnológica se conecte com a economia. Temos que formar uma nova geração de pesquisadores para, assim, ajudarmos o país a crescer", ressaltou.

O debate, promovido pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), foi realizado na unidade universitária de Campo Grande. Amarante Segundo, palestrante do evento, coordenou o grupo de trabalho para a elaboração do novo Marco Regulatório da Ciência, Tecnologia e Inovação para o Brasil.

Para o reitor da UEMS, Fábio Edir dos Santos Costa, a discussão é uma oportunidade de se tomar conhecimento das mais recentes informações e os avanços em relação a gestão da ciência, tecnologia e inovação. "A gestão de recursos, neste novo marco regulatório, evidenciará a possibilidade de articulação entre a Universidade e governos federal, estadual e municipal, juntamente com as empresas. Para que possamos induzir novas ações que vão promover o desenvolvimento do país e agregar conhecimento, além de valorizar aos produtos do nosso Estado", disse.

De acordo com o Secretário de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei), Renato Roscoe, o debate é necessário, pois trata-se de um momento muito importante para o desenvolvimento de MS, "principalmente nesta época em que houve uma redução drástica nas verbas federais para o setor de ciência e tecnologia, dificultando sobremaneira o desenvolvimento dos trabalhos nesse setor", enfatizou.

O debate foi promovido em parceria com o Governo do Estado; a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado (Fundect); a Secretaria de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação de Mato Grosso do Sul; o Conselho Regional Engenharia Arquitetura e Agronomia (CREA-MS); e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) Tecnova.

Legislação Estadual

Após discutir a legislação nacional no período matutino, o palestrante se reunirá, nesta tarde, com representantes da Secretaria de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei) e outros órgãos de Mato Grosso do Sul para um debate específico sobre a legislação estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. "Ele falará sobre os melhores caminhos, sobre como conduzir esse processo da construção da legislação estadual. Discutiremos o que precisaremos colocar na legislação, o que é ou não importante", destacou o vice-reitor da UEMS, Laércio Alves de Carvalho.

Deixe seu Comentário