Dourados – MS sexta, 27 de novembro de 2020
Dourados
35º max
24º min
Influx
Imaculada-Mobile
Dia-a-Dia

Prefeitura faz cem podas de árvores por dia em Dourados

18 Fev 2011 - 22h48
Legenda: Equipes da Semsur fazem poda de árvores na Hayel Bon Faker
Crédito: A. Frota - Legenda: Equipes da Semsur fazem poda de árvores na Hayel Bon Faker Crédito: A. Frota -
A Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos) faz em média cem podas de árvores por dia em Dourados. O trabalho normalmente aumenta nesta época do ano por causa das frequentes chuvas e temporais que derrubam troncos e galhos.

A arquiteta do Departamento de Urbanismo e Paisagismo da Semsur, Ana Rose Vieira, diz que existem também muitos pedidos da população para realização de poda. “Estamos fazendo um trabalho setorizado para conseguir dar conta e aproveitar os dias de sol, já que o trabalho aumentou muito neste começo de ano por causa das chuvas frequentes”.

Outro trabalho feito pelas equipes é o corte de árvore que oferecem risco para a residência. Ela explica que neste caso o procedimento é mais complicado e precisa de autorização ambiental.

A pessoa que deseja cortar a árvore em frente do imóvel deve procurar o Departamento de Protocolo, no CAM (Centro Administrativo Municipal), e dar entrada no pedido, pagando uma taxa de R$ 12,55. Após o processo ser encaminhado à Semsur, uma equipe formada por um arquiteto a guardas ambientais vai ao local para fazer a vistoria da árvore.

Caso a planta esteja apresentando risco e que o corte seja inevitável, será retirada pela própria equipe da Semsur. Caso contrário, os técnicos vão orientar o morador sobre o procedimento e o sistema de compensação. Ana Rose explica que, de acordo com a legislação ambiental vigente, a cada 12 metros da frente do imóvel é obrigatório ter uma árvore. Se o terreno for maior, são duas árvores.

#####Quintal
Caso o morador deseja retirar uma árvore que fica dentro do terreno da residência deve solicitar autorização diretamente na Secretaria de Meio Ambiente, localizada junto à sede da Guarda Municipal, na Rua Joaquim Teixeira Alves. A pessoa deve pagar uma taxa de R$ 12,55 e aguardar que os fiscais ambientais façam a vistoria da árvore.

O secretário de Meio Ambiente, Ubirajara Fontoura, explica que o sistema de compensação será estipulado de acordo com o porte da árvore que está sendo retirada e a espécie da planta. Caso seja autorizado o corte, neste caso fica o procedimento fica por conta do morador.

Deixe seu Comentário