Dourados – MS quinta, 29 de outubro de 2020
Dourados
27º max
18º min
Influx
Dia-a-Dia

Prefeitura estuda ampliar Banco de Alimentos

02 Mar 2011 - 17h38
Peixes são capturados pelos produtores para serem distribuidos na comunidade carente
Foto: reprodução - Peixes são capturados pelos produtores para serem distribuidos na comunidade carente Foto: reprodução -
A Prefeitura de Dourados, através da Secretaria Municipal de Agricultura, Indústria e Comércio, pretende ampliar o Programa Banco de Alimentos. O objetivo é incentivar a comercialização dos produtos dos pequenos produtores rurais de Dourados e, consequentemente, beneficiar um número maior de famílias no município.

O projeto existe desde 2009, no qual a prefeitura entra como parceira da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) – que repassa os recursos para aquisição dos alimentos – e da Associação da Vila Formosa, que organiza as entidades beneficiadas.

A última etapa do programa segue até o final deste mês, quando a prefeitura pretende renovar o convênio, já com algumas alterações, informou nesta quarta-feira a secretária municipal de Agricultura, Indústria e Comércio, Neire Colman.

“Queremos proporcionar um olhar mais crítico a este projeto, pois o objetivo de ampliar o número de produtores, aumentando as vendas e consequentemente gerando renda para o setor”, enfatizou.

De acordo com a secretária, o papel da prefeitura no programa é trabalhar a parte logística, com o recolhimento dos alimentos diretamente do produtor rural e fazer a entrega às entidades que repassam às famílias cadastradas no programa.

“A ideia, no entanto, é trabalhar uma forma de que projeto vise maior geração de renda para o produtor rural e município”, acrescentou Neire.

#####DISTRIBUIÇÃO
Nesta quarta-feira foi feita mais uma distribuição de alimentos. Semanalmente são entregues produtos colhidos nas lavouras dos produtores locais, como peixes, milho verde, abóbora, leite, mandioca e hortaliças, como alface e almeirão.

Atualmente são beneficiadas cerca de 600 famílias cadastradas em 13 entidades, além das aldeias indígenas Jaguapiru e Bororó. Na próxima semana serão incluídos os Cras (Centros de Referência em Assistência Social) da Vila Cachoeirinha e Jóquei Clube.

Na Igreja Batista do Jardim Monte Líbano, por exemplo, são 87 famílias cadastradas. Nesta quarta-feira foram entregues somente peixes e abóbora devido às dificuldade dos produtores em entrar nas lavouras por causa da chuva.

Deixe seu Comentário