Dourados – MS terça, 22 de setembro de 2020
Dourados
27º max
14º min
Edições Especiais

Prefeito “Sinjão” participa da criação do O PROGRESSO

18 Dez 2015 - 10h54
João Augusto Capilé Junior -  UDN. - Crédito: Foto: Acervo O ProgressoJoão Augusto Capilé Junior - UDN. - Crédito: Foto: Acervo O Progresso
O médico João Augusto Capilé Junior, o “Sinjão”, foi o quarto prefeito de Dourados (1945 a 1947), nomeado pelo governador do Território, José Alves de Albuquerque. Sinjão fez parte do grupo que idealizou a criação do jornal O PROGRESSO. Sinjão escolheu o nome da Praça Antônio João, em 1946, que antes se chamava João Pessoa.


Em 9 de outubro de 1946, regulamentou a Colônia Agrícola Nacional de Dourados (CAND). O primeiro serviço de terraplanagem da Avenida Marcelino Pires, foi na gestão de João Augusto Capilé.


“Sinjão” prestou, incansavelmente, assistência às famílias da Colônia, na imensa área de Dourados, que ia até a barranca do Rio Paraná, com cerca de 300 mil hectares. A primeira usina para gerar eletricidade e o primeiro telefone do dr. Lourenço devem muito à gestão de Sinjão.


João Augusto Capilé Júnior, o “Sinjão, nasceu em Rio Brilhante, em 23 de março de 1916, e morreu em Cuiabá, no dia 1º de junho 2015, aos 99 anos.

O PROGRESSO


João Augusto Capilé Júnior “Sinjão” participou do grupo idealista que criou este jornal, O PROGRESSO, que iniciou com quatro páginas.


A primeira diretoria foi constituída do presidente, Weimar Torres; o redator-chefe, João Augusto Capilé Júnior; compositor e artes gráficas, Nauristides Brandão; os cooperadores, Airton Barbosa Ferreira, Armando Carmelo e outros.


Como ninguém era jornalista, escreviam com pseudônimos. Weimar assinava “J. Bartolomeu”; Sinjão era “Jota Júnior” com a coluna “Aquarela da Vida”. O doutor Airton Barbosa Ferreira era “Policarpo Quaresma” e, na coluna de esporte, era “Dr. Petiscão Carmelo”.

Bibliografia: Edições do Jornal O PROGRESSO. Livro: 71 – Legislativo de Dourados – 1935-2006. Autor Luis Carlos Luciano

Deixe seu Comentário