Dourados – MS terça, 07 de julho de 2020
Dourados
31º max
17º min
Edições Especiais

Prefeito Álvaro Brandão fez o campo de aviação municipal

18 Dez 2015 - 10h19
Álvaro Brandão - - Crédito: Partido EvolucionistaÁlvaro Brandão - - Crédito: Partido Evolucionista
Fátima Frota

Carlos Magno Amarilha

Álvaro Brandão foi o segundo prefeito eleito de Dourados pelo então Partido Evolucionista, para o mandato de 1937-1943. A obra que marcou esta gestão foi a construção do Campo de Aviação Municipal (aeroporto), em 194, nas proximidades da atual Praça do Cinquentenário, no bairro Cabeceira Alegre, inaugurado em 1942. Com a criação do Campo de Aviação, Dourados começou a se comunicar com o Brasil, via aérea.


Em 1943, com a implantação da Colônia Agrícola Nacional de Dourados (CAND), o Campo de Aviação possibilitou receber os novos administradores desta instituição e o traslado de moradores para as principais cidades do Brasil, à época.


Naquele período, não havia rodovias mas, sim, “picadas”, estradas de “carreteiros” (carroças puxadas por bois), por isso, o Campo de Aviação foi uma obra de valor imensurável para o desenvolvimento de Dourados e sua ‘vertiginosa marcha para o progresso’, como diria mais tarde o visionário Weimar Gonçalves Torres (O PROGRESSO – 1951).


Foi na gestão do prefeito Alvaro Brandão a construção da primeira escola, em 1940, no bairro Cabeceira Alegre. A 1ª professora nomeada foi Sylvia Araújo Moraes, filha de Januário Pereira de Araújo, um dos moradores mais antigos de Dourados. Entre 1937 e 1943, Dourados tinha uma população estimada de 15 mil pessoas, mas na cidade havia cerca de 400 moradores. A maioria da população era rural. Até as margens do Rio Paraná.


Na época em que o coronel Álvaro Brandão foi prefeito, o Brasil era governado por Getúlio Vargas. Ao que tudo indica, o prefeito era um getulista fervoroso, pois na ata de abertura do ano letivo de 1941, entre as atividades cívicas, estavam os ‘vivas ao Brasil e vivas ao dr. Getúlio Vargas’.


Álvaro Brandão


Nasceu em 8 de julho de 1880 e morreu em 30 de maio de 1943, na cidade de Ponta Porã. Chegou em Dourados por volta de 1914. Foi funcionário da Companhia Mate Laranjeira, delegado de polícia e Coletor Estadual, em Ponta Porã. Era comerciante e residia na Avenida Marcelino Pires com a rua Presidente Vargas.
Foi o primeiro prefeito que venceu as eleições. Em dezembro de 1942, Álvaro Brandão licenciou-se por problemas de saúde e a prefeitura passou a ser administrada pelo tesoureiro Franklin Luiz Azambuja e Jaime Moreira.

Deixe seu Comentário