Dourados – MS domingo, 20 de setembro de 2020
Dourados
27º max
16º min
Dia-a-Dia

Pontes urbanas melhoram a mobilidade em Dourados

11 Nov 2015 - 07h00
Pontes planejadas por Murilo  facilitam a mobilidade urbana e o desenvolvimento de Dourados. - Crédito: Foto: Chico LeitePontes planejadas por Murilo facilitam a mobilidade urbana e o desenvolvimento de Dourados. - Crédito: Foto: Chico Leite
A preocupação com o trânsito e acesso fácil entre as regiões da cidade de Dourados é preocupação do prefeito Murilo Zauith, desde o início de sua gestão em 2011. Fazendo parte dessas ações, a Prefeitura já construiu três pontes na cidade, fundamentais para a mobilidade urbana. Outras três estão em fase de licitação.

Uma das pontes de concreto pré-moldado foi construída sobre o córrego Rego D´Água, na Rua Osmar Farias Leite, interligando o Grande Água Boa e BNH 4º Plano a Vila Cachoeirinha. Esta ponte interliga duas das regiões mais habitadas de Dourados.

A outra está sobre o córrego Cachoeirinha, numa rua aberta entre a rotatória Via Parque, no Jardim Climax, e o Residencial Estrela Porã. O asfaltamento posterior dessa via será extremamente importante para facilitar o trânsito entre as regiões central e oeste, uma das que mais crescem em Dourados. Hoje a ponte já é muito utilizada.

A terceira ponte foi construída sobre o córrego Engano, numa via nova aberta pelo prefeito Murilo para a região do Jardim Guaicurus ao Grande Parque das Nações II, partindo do bairro Estrela Verá. É uma região também em grande crescimento imobiliário e Murilo já antecipa a infraestrutura necessária para dar apoio ao crescimento.

Cada ponte dessas tem um custo médio de R$ 650 mil e foi executada com recursos próprios da Prefeitura. São obras fundamentais para garantir a mobilidade urbana, melhorando o trânsito e reduzindo a possibilidade de acidentes, uma vez que se cria alternativas de deslocamento.

Mais pontes

Continuando o processo de modernização de Dourados, Murilo autorizou a licitação de mais três pontes. Uma será na Vila São Pedro e ligará as ruas João Corrêa Neto e Quinze de Novembro, sobre o córrego Rego D´Água e cortando a Avenida Liberdade. A obra facilitará o acesso à sede do Ministério Público Estadual.

Outra ponte será também sobre o córrego Rego D´Água, mas no Jardim Londrina, fazendo parte do complexo viário para atender a nova feira livre de Dourados, que será na antiga Chácara Rigotti. A ponte interligará as ruas Humaitá e Visconde de Taunay. Será mais um ponte de ligação entre o Grande Água Boa e o Grande Itália, favorecendo acesso fácil à futura feira, cujas obras também serão licitadas em breve.

A terceira ponte será sobre o córrego Laranja Doce, na Rua Aurora Augusta de Matos, no Jardim Universitário. Essa rua será o segundo ponto de ligação da área central com uma região de expansão imobiliária, que já tem o Residencial Ecoville, tem em construção o Porto Madero e está em vendas o Porto seguro. Outros residenciais já vendidos ou em planejamento fazem parte dessa região. No futuro haverá uma ligação dessa via com a Perimetral Norte. São pontes localizadas estrategicamente para atender regiões de grande fluxo de veículos, planejadas pelo prefeito Murilo para atender o crescimento da cidade e facilitar a mobilidade urbana, incluindo as linhas de ônibus.

Deixe seu Comentário