Dourados – MS domingo, 12 de julho de 2020
Dourados
32º max
17º min
Dia-a-Dia

Passaredo retoma voo direto de Dourados para SP

04 Jan 2016 - 09h48
Passaredo retomou voo direto entre Dourados e São Paulo a partir deste mês de janeiro. - Crédito: Foto: Chico LeitePassaredo retomou voo direto entre Dourados e São Paulo a partir deste mês de janeiro. - Crédito: Foto: Chico Leite
A Passaredo Linhas Aéreas retomou o voo direto ligando Dourados a São Paulo (Aeroporto de Guarulhos). Pedido de autorização neste sentido foi formalizado pela empresa na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), para que fosse iniciado a partir de hoje. As passagens já estão à venda.


As chegadas em Dourados do voo feito na aeronave ATR 72, de 70 assentos, que parte de Guarulhos são às 23h59, de domingo a sexta-feira. Já as partidas de Dourados para a capital paulista, são às 04h15 para pouso em São Paulo às 07h30.


Até semana passada a Passaredo operava um voo diário entre Dourados e Guarulhos, porém com escala em Cascavel (PR). Com a mudança Dourados perde o voo direto para a capital econômica do oeste paranaense. Porém, a ligação com São Paulo pela Passaredo fica uma hora mais curta.


A Passaredo opera em Dourados desde 11 de novembro de 2013. A empresa já chegou a operar dois voos diários entre Dourados e São Paulo, um período com escala em Três Lagoas e outro com escala em Cascavel. Alegando ajuste na malha reduziu para um agora.


A outra companhia que opera na cidade é a Azul, desde outubro de 2012. A Azul oferece três opções de voo entre Dourados e Campinas durante os dias da semana, uma no sábado e duas no domingo.


Até então apenas a Trip, que posteriormente foi comprada pela Azul, fazia voos para Dourados. Na década de 80 e 90 TAM e Gensa chegaram a operar por curto período. Nas décadas de 50 e 60 a extinta companhia aérea Cruzeiro operou voos regulares na cidade.


Há pré-disposição da TAM e Gol de operar em Dourados, mas a atual infraestrutura do aeroporto não oferece condições. O prefeito Murilo luta desde o início do mandato para obter recursos federais para a ampliação. Um projeto tramita no Governo Federal desde 2012, mas até agora o processo caminha muito lentamente.

Deixe seu Comentário