Dourados – MS segunda, 03 de agosto de 2020
Dourados
31º max
15º min
Campanha Parcelamento Conta
Saúde

Falha deixa HU sem luvas, bisturis e fármacos

14 Mar 2016 - 17h52
Autoridades durante recente visita no HU de Dourados. Foto: Ilustração - Autoridades durante recente visita no HU de Dourados. Foto: Ilustração -
Pacientes estão denunciando a falta de insumos básicos no Hospital Universitário de Dourados. O problema vai desde luvas para uso dos profissionais, até lâminas importantes de bisturis. De acordo com informações que chegaram até a redação, há 20 dias estaria faltando até mesmo álcool, utilizado para evitar contaminações de um paciente para outro.

Na lista de insumos em falta estão ainda o Bronquinho (Produto indicado para coleta asséptica das vias aéreas), o Polifix (que é um acessório utilizado na aplicação do soro), lâminas de bisturis com os números 11, 15 e 21, além de papel toalha e até mesmo sabonete líquido.

De acordo com informações apuradas, os pacientes seriam os mais prejudicados. "Sem a lâmina de bisturis, por exemplo, não há como fazer o procedimento cirúrgico de forma adequada. Além disso, com a falta do polifix, os pacientes que antes poderiam estar tomando dois tipos de medicamentos no soro, por exemplo, agora só tomam um", destaca denunciante que preferiu não se identificar.

Outro lado

O Hospital Universitário emitiu nota informando sobre a falha no fornecimento de alguns insumos, mas que o impasse já deve ser resolvido. "Com relação aos materiais de higienização (álcool 70, papel toalha, sabonete líquido) houve falha de fornecimento por parte da empresa terceirizada, que alegou dificuldades financeiras. Para sanar o problema, a Administração do HU-UFGD abriu um processo licitatório para compras de emergência, pois é absolutamente necessário observar os trâmites previstos na Lei de Licitações. Paralelamente, houve uma reunião com representantes da empresa terceirizada e a previsão é que o fornecimento esteja regularizado ainda nesta terça-feira (15);

Com relação ao restante dos materiais elencados, em 95% dos casos o que ocorreu foi a não entrega pelos fornecedores. Também para solucionar esse problema, o HU-UFGD abriu processo licitatório para compras emergenciais e, paralelamente, abriu processo administrativo para apuração de responsabilidade. Especificamente sobre as lâminas de bisturi nº 11, a alegação de falta de material não procede, uma vez que há quantidade suficiente em estoque no Almoxarifado do hospital;





Deixe seu Comentário