Dourados – MS segunda, 21 de setembro de 2020
Dourados
26º max
15º min
Editorial

No topo

27 Jan 2016 - 10h21Por Do G1
Pela primeira vez, na história do País a corrupção está no topo da lista das maiores preocupações dos brasileiros. Foi o que constatou uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria. Embora não seja possível mencionar o tamanho da corrupção no Brasil, agora comprovadamente sabe-se que ela nunca incomodou tanto os brasileiros. Antes o povo não via a corrupção como um problema, pelo contrário aceitava e convivia com esta pratica nefasta. Hoje aquele ditado “rouba, mas faz” está morto e enterrado.


Nesta pesquisa a corrupção como maior problema deixou até mesmo as drogas pra trás, assim como a violência. Hoje a corrupção é a maior preocupação da vida de seis em cada dez brasileiros. Está bem à frente da inflação e do desemprego, que também cresceram muito no ranking da pesquisa de dois anos pra cá.
Sinal que a população acordou após começar a sentir no bolso os efeitos da corrupção. A sociedade passou a entender melhor o quanto a corrupção massacra o cidadão em todos os momentos da vida. Quer seja na escola, nos supermercados, na compra de combustíveis, na saúde, a corrupção onera o preço de tudo e influencia no cotidiano das pessoas, provoca uma sensação de injustiça, um clima de desequilíbrio, de desvantagem, indignação e revolta.


E nisso a corrupção vai virando um desafio para as autoridades justamente porque é uma pratica que se alastra no poder. Hoje as coisas mudaram. Tem muito corrupto na cadeia, mas podem ter certeza de que existem mais corruptos a solta, ocupando o poder do que propriamente na prisão. E são estes corruptos que ocupam o poder que evidentemente “travam” o combate a corrupção. Com certeza estes números apresentados pela Confederação Nacional da Indústria tenham sido influenciados pela Operação Lava Jato, aliada a firme atuação do juiz Sérgio Moro.


Foram dezenas de condenados pela caneta pesada de Sérgio Moro, um juiz federal de Curitiba que virou herói da Lava-Jato o nome de uma das maiores operações do mundo que combate corrupção enraizada na Petrobras. Por conta da firme atuação na Operação Lava-Jato Sérgio Moro virou herói. Mesmo porque o Brasil foi se tornando cada vez mais carente de heróis e também de grandes lideres.


Enquanto principal responsável pela investigação judicial do esquema de corrupção em torno da Petrobras, conhecida como Operação Lava-Jato, a vida do juiz federal, Sérgio Moro, mudou completamente após sua exposição na mídia. São muitas às manifestações espontâneas de apoio e incentivo ao juiz e essas reação é importante não para ele, mas para o Brasil.


A Operação Lava Jato transformou a rotina do magistrado que frequentemente é aplaudido nas ruas, quando vai a restaurantes, no supermercado e em salas de embarque de aeroportos. Recentemente ele foi aplaudido de pé após encerrar uma palestra. Mas o juiz encara com naturalidade a boa fama de herói. O povo está com ele. Um juiz relativamente jovem, cheio de vontade de exercer com ética e rigor a magistratura e acima de tudo com amor a pátria.


Aos 42 anos de idade, Moro, um dos maiores especialistas em crimes financeiros e de colarinho branco no sistema judicial do País, está transformado, aos olhos da opinião pública brasileira, no rosto do combate à corrupção, uma espécie de cruzado, um herói improvável da mesma casta do juiz britânico William Erle, o procurador norte-americano Eliot Ness ou o italiano Francesco Saverio Borrelli, entre outros personagens da galeria de famosos intocáveis e insubornáveis que não se amedrontam perante o crime organizado, o dinheiro ou o poder.


Conforme interpretam os analistas, a imagem de Moro traz uma réstia de esperança a uma população desconfiada e desiludida com as suas instituições, mas que não quer desistir nem deixar de acreditar no slogan de “Brasil do futuro”.


Para a edição de quatro de julho da revista Época, Moro atualmente é o homem mais poderoso e seguramente o mais temido do País. “Nenhum gabinete concentra tanto poder neste momento no Brasil quanto aquele no 2º andar da Avenida Garibaldi, 888. É de lá que despacha Sérgio Moro, o cérebro e centro moral da Lava-Jato”, assinalou a revista. Diante as criticas a Operação Lava Jato Moro tem dito que a Lava Jato é uma marcha para frente. Foi desta forma que reagiu diante da carta assinada por mais de 100 advogados que criticaram a Operação Lava Jato.

Deixe seu Comentário