Dourados – MS segunda, 19 de outubro de 2020
Dourados
34º max
21º min
Influx
Dia-a-Dia

Murilo discute projeto com conselhos

18 Jul 2011 - 22h41
Prefeito reunido com conselhos para explicar projeto de ampliação do perímetro urbano - Crédito: Foto : AssecomPrefeito reunido com conselhos para explicar projeto de ampliação do perímetro urbano - Crédito: Foto : Assecom
DOURADOS - O prefeito Murilo Zauith reuniu pela primeira vez na sexta-feira passada os três conselhos municipais envolvidos com o planejamento de Dourados. Estiveram presentes os integrantes do Conselho Municipal de Desenvolvimento (CMD), Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano (CMDU) e Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdam). O assunto discutido foi a proposta de ampliação do perímetro urbano, que está na Câmara de Vereadores.

Juntamente com o secretário de Planejamento Antonio Nogueira, o prefeito fez uma explanação sobre o projeto, destacando a necessidade de planejar Dourados para os próximos dez anos, buscando com isso evitar que a cidade continue crescendo de forma desordenada. Murilo disse aos conselheiros que a ampliação do perímetro vai permitir o controle sobre futuros empreendimentos e impedir até mesmo os loteamentos irregulares.

Durante a reunião, o prefeito lembrou que o crescimento pontual, como vinha ocorrendo, era considerado com um grande risco porque a prefeitura obrigatoriamente teria que se adequar à necessidade do empreendedor interessado em investir em determinadas regiões da cidade. Com a nova proposta, o perímetro urbano seria ampliado e o município faria o controle setorizado, monitorando a instalação de residências, comércio ou indústria.
A ideia, conforme o prefeito, é acabar com os chamados “quebra-galhos”.

“Não podemos estar aqui para ‘quebrar galhos’ e sim para resolver problemas, obedecendo a lei”, explicou. Para ele, o novo perímetro será ainda uma maneira de corrigir injustiças, regularizando imóveis que, por estarem fora da área urbana, não pagam IPTU. No entanto são beneficiados com escolas, água, luz e asfalto, por exemplo.

Murilo disse aos conselheiros que “essa proposta não é coisa da minha cabeça, não”. Ele garante que o projeto foi baseado em orientações técnicas, visualizando a cidade nos próximos anos e prevendo problemas causados pela falta de planejamento. “Precisamos parar com o imediatismo e pensar no futuro, com a visão ampla, preparando a cidade para grandes investimentos”.

O prefeito comentou que, ao participar dos estudos para a elaboração da proposta, não pensou em política em momento algum. “Vou ter um monte de problemas e desagradar a muitos que hoje são beneficiados com a falta de organização”. No entanto, lembra que foi eleito para colocar a cidade no rumo certo e garante que por conta disso está preparado para mais esse enfrentamento.

Representantes dos três conselhos ouviram atentamente as explanações, questionaram alguns pontos, apresentaram sugestões e nos próximos dias devem analisar isoladamente o projeto. Muitos deles entenderam a necessidade e outros colocaram algumas situações que, de acordo com o prefeito, poderão ser facilmente resolvidas com as próprias propostas dos conselheiros.

Deixe seu Comentário