Dourados – MS domingo, 25 de outubro de 2020
Dourados
33º max
21º min
Influx
Dia-a-Dia

Mulheres recebem próteses de mama

21 Fev 2011 - 22h15
Presidente da Rede Feminina, Rosane Lopes, entrega a prótese para Maristela Gonçalves - Crédito: Foto: Hédio Fa-zan/PROGRESSOPresidente da Rede Feminina, Rosane Lopes, entrega a prótese para Maristela Gonçalves - Crédito: Foto: Hédio Fa-zan/PROGRESSO
DOURADOS – A Rede Feminina de Combate ao Câncer de Dourados entregou ontem próteses de mama para as mulheres que entraram com pedido no ano passado. Nesta remessa foram beneficiadas 11 mulheres com as próteses. Algumas já utilizam há vários anos. Para outras, é a primeira vez.

A Rede Feminina faz esse tipo de doação há cerca de 15 anos através da Casa de Saúde de Campo Grande, que adquire e repassa para a entidade, através de um convênio. Para ter acesso às próteses, basta a mulher que fez a cirurgia e perdeu uma das mamas, preencher cadastro na Rede Feminina.

O prazo vai até abril de cada ano, para que as próteses sejam entregues até o final do ano.

Segundo a presidente da Rede Feminina, Rosane Lopes, as próteses distribuídas ontem atendem pedidos feitos o ano passado.

Ela explica que essas entregas deveriam ter sido feitas no final de 2010, mas em função do ano eleitoral, foram adiadas. Mas este ano, as entregas das próteses serão normalizadas. Os pedidos feitos até abril deverão ser entregues até dezembro.

#####AUTO-ESTIMA

De acordo com a presidente da Rede, as próteses representam muito para essas mulheres. “Significa que, por causa do câncer de mama, acabaram ficando mutiladas. E a prótese é uma forma delas resgatarem a auto estima”, diz Rosane Lopes.

É o caso de Maristela Gonçalves, de 52 anos, que saiu de Paranhos, onde mora, para buscar a prótese em Dourados. Ela diz que fez a cirurgia há um ano e quatro meses e está ansiosa para usar a prótese. “O importante é não ter mais a doença, mas acho que vou me sentir melhor com a prótese, mais valorizada. Desde quando fiz a cirurgia, sinto a falta da mama”, diz.


Vanda Almeida de 80 anos, diz que fez a cirurgia há 20 anos e há dez usa próteses, mas de outros modelos. Ela conta que não se adaptou muito aos outros modelos que usou. “Vou experimentar essa e acho que vai dar certo porque é bastante natural”, diz.


As próteses postiças são de formato côncavo, como de um seio, revestidas de silicone, bastante confortáveis e natural. Cada prótese tem validade de um ano.
Segundo os médicos oncologistas, depois de ter passado por uma cirurgia de câncer de mama, a mastectomia, a mulher pode usar sem problemas uma prótese, caso não queira fazer a reconstrução da mama.

O uso de sutiã com uma prótese mamária não tem como único objetivo a melhora da estética feminina. É recomendado para manter a postura, uma vez que evita a elevação do ombro do lado afetado e o encurvamento da coluna vertebral em função da diminuição do peso ocasionado pela retirada da mama.

Os especialistas dizem que a melhor prótese mamária é aquela que a mulher experimenta e com ela se sente bem, confortável e segura.

Deixe seu Comentário