Dourados – MS sábado, 19 de setembro de 2020
Dourados
30º max
20º min
MPF

MPF abre inquérito para apurar morte de índio em Caarapó

24 Jun 2016 - 17h10
Só nos últimos 10 anos, pelo menos um índio foi morto por ano em decorrência do conflito fundiário em Mato Grosso do Sul. - Só nos últimos 10 anos, pelo menos um índio foi morto por ano em decorrência do conflito fundiário em Mato Grosso do Sul. -
O Ministério Público Federal abriu inquérito para apurar a morte do agente de saúde indígena Clodiode Aquileu Rodrigues de Souza, de 26 anos. Ele morreu e outros seis indígenas ficaram feridos durante ocupação de terras que teria resultado em confronto com produtores.

De acordo com informações da assessoria do MPF, foram realizadas as perícias nos 6 indígenas feridos e no corpo do agente de saúde morto. Segundo informações, o processo corre em segredo de Justiça. As investigações também fazem parte das ações da força-tarefa Avá Guarani, instituída pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot, há oito meses, para apurar crimes contra as comunidades indígenas de MS. O ajuizamento das denúncias é a primeira de uma série de medidas para combater o conflito armado na região.

Para o MPF, a força-tarefa "é uma maneira de dar uma resposta efetiva aos milhares de indígenas vítimas de violência, que poderiam deixar de acreditar na Justiça por causa da impunidade". Só nos últimos 10 anos, pelo menos um índio foi morto por ano em decorrência do conflito fundiário em Mato Grosso do Sul.

Abaixo, vídeo de ataque a tiros a comunidade indígena guarani, no sul de Mato Grosso do Sul, coletado pela força-tarefa do MPF.

Deixe seu Comentário