Dourados – MS segunda, 03 de agosto de 2020
Dourados
31º max
15º min
Campanha Parcelamento Conta
Dia-a-Dia

Mandato de Dirceu Longhi inicia hoje ações do Mês do Livro

19 Nov 2015 - 09h14Por [email protected]#####AssiduidadeOs deputados federais Geraldo Resende e Fábio Trad, a
No ano passado, atividade de contação de estórias movimentou mais de 500 alunos em duas  escolas. - Crédito: Foto: DivulgaçãoNo ano passado, atividade de contação de estórias movimentou mais de 500 alunos em duas escolas. - Crédito: Foto: Divulgação
A Câmara Municipal de Dourados, através do mandato do vereador Dirceu Longhi (PT), inicia hoje (19) as atividades alusivas ao Mês do Livro. As ações serão desenvolvidas nas escolas públicas do município, atingindo diversos bairros e a Reserva Indígena de Dourados.

A programação do Mês do Livro será iniciada nesta quinta-feira pela manhã, às 8h, na Reserva Indígena, com a doação de livros (enciclopédias) na escola Guateka. No período da tarde, às atividades serão deslocadas para a escola Menodora Fialho Figueiredo, no Jardim Caramuru, onde a equipe do gabinete do vereador Dirceu Longhi fará a doação de livros literários ao acervo da biblioteca da escola.

Além da campanha de doação de livros, o mandato do vereador PT levará, pelo terceiro ano consecutivo, contação de estórias para crianças em escolas da rede municipal de ensino. Neste ano, as escolas escolhidas para receber às atividades de contação de estórias infantis são a Etalivio Penzo (na sexta-feira), no Parque das Nações II, e a Clori Benedetti (na segunda-feira), no Jóquei Clube.

De autoria de Dirceu Longhi, a lei que instituiu o mês do livro visa estimular a prática da leitura entre os douradenses. No ano passado, as atividades de contação de estórias ocorreram nas escolas municipais Joaquim Murtinho e Tegantui Marangatu, mobilizando aproximadamente 500 alunos das séries iniciais do ensino fundamental.

Responsável por mais uma edição do Mês do Livro, o vereador do PT destaca a importância do Mês do Livro para estimular a prática da leitura, principalmente entre às crianças. Conforme Dirceu, a leitura é uma prática extremamente importante na formação do cidadão crítico, no entanto, vem perdendo cada vez mais espaço para as redes sociais da internet.

”Precisamos desenvolver políticas públicas que incentivem o exercício da leitura, as bibliotecas vazias são o reflexo da baixa popularidade do livro e o alerta para propormos atividades realmente significativas no incentivo à leitura. O nosso foco é promover a leitura do livro e mostrar que ela é fundamental e interessante tanto quanto a internet, para crianças e adolescentes”, finalizou.

Deixe seu Comentário