Dourados – MS sábado, 19 de setembro de 2020
Dourados
30º max
20º min
MS

Justiça prorroga por 30 dias Força Nacional em área de conflito

28 Jul 2016 - 17h08
A medida, segundo a portaria, atende a uma solicitação do governado do Estado. - A medida, segundo a portaria, atende a uma solicitação do governado do Estado. -
Portaria do Ministério da Justiça publicada ontem (27) concede a permanência da Força Nacional por mais 30 dias em área de conflito em Dourados. A medida, segundo a portaria, atende a uma solicitação do governado do Estado.

A segurança foi reforçada desde o dia 16 de junho quando um índio morreu e outros seis ficaram feridos durante confronto com fazendeiros. O ministro da Defesa, Alexandre de Moraes, disse que a Força Nacional vai permanecer no município durante o tempo necessário.

A prorrogação foi solicitada pelo governo do estado no último dia 14 de julho, em caráter de urgência. Na área onde ocorreu o confronto, a Terra Indígena Dourados-Amambaipeguá, a Fundação Nacional do Índio (Funai) considerou tradicionalmente ocupada e disse estar em estudo para regularização fundiária.

### Conflito

O agente de saúde indígena Clodiode Aquileu Rodrigues de Souza, de 26 anos, foi morto com tiro durante confronto entre índios e fazendeiros, no dia 14 de junho na Terra Indígena Dourados-Amambaipeguá.
Na época, a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) disse no Facebook que homens armados chegaram em 60 camionetes e atiraram em cerca de mil indígenas, incluindo quatro agentes de saúde indígena, que estavam reunidos no território perto da aldeia Te' Ýikuê. A Funai também afirma que os índios foram atacados.

O corpo do indígena morto foi enterrado na região do conflito. Segundo a Polícia Federal, três das quatros armas foram devolvidas nesta quarta-feira, sendo duas pistolas .40 e uma espingarda calibre 12. Os indígenas dizem que devolveram todas os armamentos.

Deixe seu Comentário