Dourados – MS quinta, 24 de setembro de 2020
Dourados
33º max
17º min
Posse

Instituto Histórico do MS empossa novos associados

01 Abr 2016 - 10h09
Hildebrando Campestrini  preside o Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul. - Crédito: Foto: Elvio LopesHildebrando Campestrini preside o Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul. - Crédito: Foto: Elvio Lopes
O Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul (IHGMS), durante as comemorações do 38º aniversário, vai empossar como associados eméritos, em solenidade que acontece hoje no auditório da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), os jornalistas Adiles do Amaral Torres, diretora-presidente do Jornal O PROGRESSO e Rosário Congro Neto; Agostinho Gonçalves Mota e o frei Alfredo Sganzerla.


A solenidade terá início às 19h30, após recepção aos convidados, com abertura da sessão solene, seguindo-se a leitura do relatório das atividades do instituto no exercício de 2015; discurso de saudação aos novos membros pela associada efetiva Lúcia Salsa Corrêa; apresentação musical; posse dos novos associados eméritos; discurso do novo associado emérito Rosário Congro Neto, em nome dos demais empossados e encerramento previsto para às 21h.


Ao comemorar os 38 anos de atividades trabalhando voluntariamente em prol da cultura sul-mato-grossense, o Instituto Histórico e Geográfico do MS chega à produção de mais de 100 mil documentos digitalizados que, segundo o presidente da entidade, Hildebrando Campestrini, que dirige o instituto há 14 anos, serão colocados à disposição do mundo na página da internet que está sendo reformulada.


O IHGMS também dispõe de mais de 120 títulos publicados, de autores locais do passado e recentes, dos quais alguns se destacam, como a Enciclopédia das Águas, um inventário de todas as águas do Estado, com 7.600 verbetes e 152 cartas hidrográficas, no maior e mais apurado levantamento hidrográfico de um estado brasileiro e ainda obras completas de Hélio Serejo – nove volumes e de Raul Silveira de Melo, com 10 volumes.
O instituto ainda dispõe das obras da série Memórias de Mato Grosso do Sul, que chega este ano ao 39º volume, num marco histórico que congrega a evolução populacional, econômica e desenvolvimentista do Estado, desde quando ainda o uno Mato Grosso.


Também no acervo do IHGMS encontram-se obras já disponibilizadas na Biblioteca Digital do instituto, como Província de Matto Grosso, de Francisco Antonio Pimenta Bueno; Novo Testamento em Guarani, de 1913 e Serviço Social e Evasão Escolar, de Elpídio dos Reis. Entre os autores contemporâneos, estão na biblioteca do instituto obras de Adilvo Mazzini, Angelo Arruda, Eron Brum, Hildebrando Campestrini, Vera Tylde do Espírito Santo, José Alberto de Vasconcelos, José Couto Vieira Pontes, Luís Carlos Luciano, Maria da Glória Sá Rosa, Paulo Cezar Vargas Freire, Pedro Pedrossian, Raquel Naveira, Reginaldo Alves de Araújo, Rubem Figueiró, Rubênio Marcelo, Sérgio Manoel da Cruz, entre outros.

Deixe seu Comentário