Dourados – MS segunda, 10 de agosto de 2020
Dourados
32º max
18º min
Segurança e Saúde JBS
Mercado de trabalho

Guardas mirins buscam empregos em Dourados

24 Mai 2016 - 06h00
Luiza, Jéssica e Luiz estão ansiosos para serem contratados. - Crédito: Foto: DivulgaçãoLuiza, Jéssica e Luiz estão ansiosos para serem contratados. - Crédito: Foto: Divulgação
Ganhar o próprio dinheiro, pagar as despesas e ainda ajudar a família. Para muitos adolescentes esse é um desejo difícil de se concretizar, mas para os guardas mirins em Dourados é realidade bem mais fácil de ser alcançada. Em julho acontece a formatura de 80 jovens e todos estarão aptos a ingressar no mercado de trabalho. Somente uma rede de supermercados ofertou 40 vagas. Outras empresas também mostraram interesse em contratar os jovens.


Reativada em Dourados no ano passado, as aulas na Guarda Mirim iniciaram em novembro com atividades para 50 meninos e 30 meninas, com idades entre 14 a 16 anos. De diferentes bairros da cidade e da reserva indígena, os adolescentes recebem aulas de diferentes disciplinas voltadas à formação cidadã, com profissionais do direito, da psicologia e com participação de membros da Polícia Militar, Guarda Municipal, Polícia Militar Ambiental, Agetran, entre outros parceiros que ministram palestras aos jovens.


Luiza Gabriela Campos Crispim, 14 anos, cursa a 7ª série e mora na Vila Cachoeirinha. Ela viu na Guarda Mirim uma oportunidade de crescer como pessoa. "A gente percebe o quanto eles querem o nosso bem e o interessante de tudo isso é o aprendizado que recebemos e ainda com oportunidade de conseguir um emprego", comemora.


Jéssica Poliana Fernandes, 17 anos, 3º ano do ensino médio, mora na aldeia indígena Jaguapiru e diz que participar da Mirim tem sido experiência de muito aprendizado. Ela se encarregou de contar para os amigos sobre o trabalho da Mirim e agora muitos alunos da aldeia estão ansiosos para participar.


Também morador da Vila Cachoeirinha, Luiz Fernando Dias Barbosa, 14 anos, estudante do 8º ano, diz que nunca teve oportunidade de fazer cursos. "Graças à Mirim aprendi muita coisa e isso tem me ajudado bastante", declara o garoto, que agora aguarda oportunidade de emprego.


Um dos critérios para ser guarda mirim é ser estudante e pertencer a família com renda de até três salários mínimos. No ano passado. mais de 500 alunos se inscreveram e para a próxima turma, com inscrições abertas até o dia 3 de junho, a expectativa é que o número seja maior.


"A Guarda Mirim vem desenvolvendo grandioso trabalho com esses adolescentes graças ao apoio e disposição de profissionais que se dispuseram a partilhar seus conhecimentos e sabedorias com os estudantes", diz o presidente da Mirim, João Frazão.


O advogado Aquis Junior é um deles. Comandante da Mirim, ele doa parte do seu tempo para levar conhecimento jurídico aos adolescentes. "Faço isso porque gosto e tenho prazer de dividir o tempo com os adolescentes", afirma. Recentemente a Guarda firmou parceria com o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) e agora todo o estudante que ingressar na Guarda terá vaga garantida em um dos cursos do IFMS.

Emprego


O interessado em contratar os adolescentes da Guarda Mirim pode procurar a entidade para obter mais informações. Há duas formas de contrato, pelo Jovem Aprendiz e como funcionário da empresa (para jovens a partir de 16 anos).

Inscrições


Interessados em se inscrever devem acessar o site www.guardamirimdourados.com.br, imprimir, preencher a ficha e o pai ou responsável entregar na Igreja do Relógio ou na sede provisória da Guarda, no estádio Douradão, das 13h30 às 17h30. São 120 vagas (60 meninos e 60 meninas) e a taxa de inscrição é de R$ 20. Os candidatos devem ter 13 anos até 3 de julho [data agendada para a prova de seleção], ou completados 16 anos até o dia 1 de abril.

Deixe seu Comentário