Dourados – MS segunda, 10 de agosto de 2020
Dourados
32º max
18º min
Campanha Parcelamento Conta
Doença

Gripe já matou 89 pessoas em 30 municípios de MS

17 Ago 2016 - 08h00
Até inicio deste mês, o Estado notificou 1.543 casos de gripe. Em Dourados, a= maioria dos pacientes foram hospitalizados no HU. - Crédito: Foto: Hédio FazanAté inicio deste mês, o Estado notificou 1.543 casos de gripe. Em Dourados, a= maioria dos pacientes foram hospitalizados no HU. - Crédito: Foto: Hédio Fazan
Os casos mais graves de gripe já levaram 89 pessoas à morte em Mato Grosso do Sul, conforme o último boletim da Secretaria de Estado de Saúde divulgado na semana passada. Pelo menos 30 municípios registraram mortes por gripe. O Estado registrou 85 óbitos pelo vírus H1N1; três pela influenza B e uma pela influenza A.


Desde 2009, quando a Secretaria de Estado de Saúde começou a divulgar os registros de mortes por gripe, o maior número de casos - 29 - ocorreu em 2014. No entanto, nos primeiros oito meses deste ano, o número de mortes triplicou. Em 2009 foram registradas 27 mortes o ano inteiro; em 2010 e 2011 não houve registros; em 2012 foram oito óbitos; 2013, 15; 2014, 29 e em 2015, sete.


Neste ano, só Campo Grande registrou 26 mortes; em Navirai foram sete; Jardim, 5; Dourados, Maracaju e Ponta Porã, 4 em cada cidade; Três Lagoas, Bataguassu, Caarapó, Ivinhema e Corumbá registraram três vítimas fatais cada município; Antônio João, Aquidauana, Laguna Caarapã, Rio Brilhante e Sidrolândia tiveram dois óbitos cada; Água Clara, Amambai, Costa Rica, Coxim, Douradina, Glória de Dourados, Juti, Ladário, Nova Andradina, Ribas do Rio Pardo, Rio verde, Santa Rita do Pardo, São Gabriel do Oeste e Terenos registraram uma morte em cada cidade.


De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, entre os fatores de risco que provocaram as mortes por gripe está a idade (acima de 60 anos)com 27 casos (30,3%); por doença cardiovascular crônica, 18 (20,2%); diabetes, 16 (18%); pneumopatias crônicas, 15 (16,9%) e obesidade 13 (14,6%).


Nos primeiros oito meses deste ano, a Secretaria de Estado de Saúde notificou 1.543 casos de gripe em Mato Grosso do Sul. Só pelo vírus H1N1 foram confirmados 449 casos, seguido pela influenza B, 35 casos; duas por influenza A e uma influenza H3N2.

Dourados


Em Dourados a Secretaria Municipal de Saúde notificou, de janeiro a agosto, 79 casos suspeitos de gripe, sendo que 30 foram confirmados para H1N1 e duas para a gripe B.


A primeira morte confirmada pelo vírus H1N1 em Dourados ocorreu em 4 de junho. A vítima é uma idosa de 81 anos, que residia no Jardim Clímax. No dia 7 de junho a Secretaria de Saúde registrou a morte de um homem de 52 anos, residente no Jardim Guaicurus.


No dia 10 de junho foi confirmada, por H1N1, a morte do jornalista Marcelo Humberto, 48 anos, morador no Parque Alvorada. No fim do mês de junho (27) também foi registrada a morte de uma mulher de 51 anos, residente no Jardim Guaicurus.


De acordo com o gerente do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, Devanildo de Souza Santos, as notificações para gripe reduziram bastante a partir de julho, em Dourados. Hoje, o Núcleo de Epidemiologia registra entre um a dois casos por semana. O fator clima, a vacina e os cuidados que a população vem tomando são os fatores fundamentais para a redução de casos.

Deixe seu Comentário