Dourados – MS sexta, 07 de agosto de 2020
Campanha Parcelamento Conta
Investimento

Governo investirá R$ 6 milhões em projetos na Uems

19 Mai 2016 - 06h00
“É um indicativo de sucesso da parceria entre UEMS e Governo do Estado”, afirma, Fábio Edir. - Crédito: Foto: Divulgação“É um indicativo de sucesso da parceria entre UEMS e Governo do Estado”, afirma, Fábio Edir. - Crédito: Foto: Divulgação
O Governo do Estado, por meio da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul (Fundect), aprovou investimento de mais de R$ 6 milhões em projetos de apoio aos cursos de Graduação e Pós-Graduação da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). A chamada com as propostas aprovadas foi publicada na edição de segunda-feira (16) do Diário Oficial (DOE).


"A parceria é muito relevante para a melhoria da graduação e pós-graduação da universidade. As propostas aprovadas serão financiadas com recursos próprios da UEMS advindos de acordo de cooperação com a Fundect", explica o presidente da Fundect, Marcelo Turine.


O reitor da UEMS, Fábio Edir dos Santos Costa, lembra que esta é a primeira vez que a UEMS recebe, de maneira direta, recursos deste montante. "É um indicativo de sucesso da parceria entre UEMS e Governo do Estado", afirma.


Foram aprovadas 63 propostas, sendo 50 para cursos de graduação e 13 para cursos de pós-graduação (Mestrado e Doutorado), com valor mínimo de R$ 80 mil e máximo de R$ 200 mil.


Os projetos são voltados para promoção das atividades de ensino, pesquisa e extensão e contemplam os 15 municípios que contam com unidades da UEMS: Amambai, Aquidauana, Campo Grande, Cassilândia, Coxim, Dourados, Glória de Dourados, Ivinhema, Jardim, Maracaju, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba e Ponta Porã.


O principal objetivo da parceria é fomentar propostas que visem consolidar ações de ciência, tecnologia e inovação no estado, além da qualificação e elevação dos níveis de ensino de graduação e de pós-graduação.
"Com o investimento teremos o fortalecimento do ensino em todas as unidades da instituição e, consequentemente, a formação de profissionais cada vez mais qualificados. No fim, o benefício é para toda a sociedade sul-mato-grossense", destaca o vice-reitor da UEMS, Laércio Alves de Carvalho.


A parceria prevê também intercâmbios intra e interinstitucionais, entre UEMS, Governo do Estado e Fundect, além de intercâmbios nacionais e internacionais.

Projetos aprovados


Confira os cursos de graduação e pós-graduação que tiveram os projetos aprovados pela Fundect: Amambai - recursos serão destinados aos cursos de graduação de Ciências Sociais (Licenciatura) e História (Licenciatura); Aquidauana - na unidade, serão beneficiados os cursos de Engenharia Florestal, Zootecnia e Agronomia, além do Mestrado em Zootecnia e do Programa de Mestrado e Doutorado em Agronomia; Campo Grande - entre os cursos de graduação contemplados estão Geografia (Bacharelado e Licenciatura), Letras (Bacharelado), Pedagogia e Medicina. Também receberão aporte o Mestrado Profissional em Educação, o Mestrado Profissional em Letras, Mestrado Profissional em Educação Científica e Matemática e o Mestrado Acadêmico em Letras; Cassilândia - serão contempladas as graduações em Agronomia, Letras (Licenciatura) e Matemática (Licenciatura), além do Mestrado em Agronomia; Coxim - os recursos serão para os cursos de graduação em Gestão Ambiental e Ciências Biológicas (Licenciatura); Dourados - o investimento será nos cursos de Letras Português-Inglês, Pedagogia (Licenciatura), Sistemas de Informação, Ciências Biológicas (Bacharelado e Licenciatura), Enfermagem, Engenharia Física, Engenharia Ambiental, Física, Química, Química Industrial, Ciência da Computação, Turismo e Direito. Na pós-graduação serão o Mestrado Profissional em Letras, Mestrado de Ensino em Saúde, Mestrado Profissional em Matemática e o Programa de Mestrado e Doutorado em Recursos Naturais; Glória de Dourados - curso de Tecnologia em Produção Sucroalcooleira; Ivinhema - cursos de Ciências Biológicas (Licenciatura e Bacharelado); Jardim - serão beneficiados os cursos de Letras Português-Inglês e Geografia (Licenciatura); Maracaju - cursos de Administração e Pedagogia (Licenciatura); Mundo Novo - cursos de Tecnologia em Gestão Ambiental e Ciências Biológicas (Licenciatura); Naviraí - os recursos serão para as graduações de Direito, Engenharia de Alimentos e Química (Licenciatura); Nova Andradina - computação (Licenciatura) e Matemática (Licenciatura); Paranaíba - cursos de Ciências Sociais (Bacharelado e Licenciatura), Direito, Pedagogia (Licenciatura), além do Mestrado em Educação; Ponta Porã - cursos de Ciências Contábeis, Ciências Econômicas e Administração e Mestrado em Desenvolvimento Regional e de Sistemas Produtivos.

Deixe seu Comentário