Dourados – MS terça, 29 de setembro de 2020
Dourados
37º max
21º min
Dia-a-Dia

Estado socorre Hospital da Vida com equipamentos

17 Nov 2015 - 09h06
Tomografia computadorizada digital será interligada a uma Central de Laudos no HV. - Crédito: Foto: DivulgaçãoTomografia computadorizada digital será interligada a uma Central de Laudos no HV. - Crédito: Foto: Divulgação
O governador Reinaldo Azambuja entrega R$ 2,5 milhões em equipamentos para o Hospital da Vida de Dourados. São dois aparelhos de raio-x, um tomógrafo e um arco cirúrgico, todos digitais e que serão interligados a uma Central de Laudos em Campo Grande, que poderá socorrer Dourados fornecendo o diagnóstico de forma instantânea dos exames, se ocorrer a falta de um profissional. O Estado também vai ativar o Hospital de Cirurgias Eletivas, o antigo São Luis, dia 1º de dezembro, através de parcerias com o Hospital Evangélico.

De acordo com o secretário adjunto da Secretaria Estadual de Saúde, Lívio Leite, o objetivo dos novos equipamentos é substituir os antigos e quebrados, como o raio-x que apresenta problemas com frequência.
“Com os novos equipamentos, que são modernos, o município de Dourados terá como diminuir as grandes filas por exames, que tanto prejudicam a população. Além disso vai poder economizar porque esses exames, feitos hoje na rede particular, são mais caros do que a tabela paga pelo Sistema Único de Saúde”, explica. Até maio deste ano, a cidade de Dourados tinha uma fila de 4.722 procedimentos como consultas e exames pendentes só na ortopedia e mais de 3,5 mil na fila das cirurgias oftalmológicas.

De acordo com o secretário adjunto da Secretaria Estadual de Saúde, Lívio Leite, a destinação destes equipamentos fazem parte do Programa Parque de Imagem, que vai destinar mais de R$ 30 milhões distribuídos em 12 microrregiões de Mato Grosso do Sul, cumprindo um compromisso de campanha do governador. Segundo o secretário a expectativa é de dobrar o número de atendimentos no Hospital com os novos equipamentos.

Cirurgias eletivas

Para diminuir as filas das cirurgias de média complexidade, o Estado também vai ativar em dezembro o antigo Hospital São Luiz. Segundo ele, isso será possível com uma parceria que está sendo estudada com o Hospital Evangélico que poderá dar suporte à nova unidade, possibilitando sua abertura. A previsão é de que em dois meses, atendendo em três turnos, o novo Hospital de Cirurgias Eletivas zere as filas de procedimentos de média complexidade nas áreas de ortopedia, vesícula e ortopedia, por exemplo. O Hospital São Luiz possui 40 leitos e quatro Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Centro de Diagnóstico

O Estado também vai investir num Centro de Diagnóstico Médico Especializado em Dourados. O objetivo é solucionar a dependência que a saúde pública municipal douradense desenvolveu ao longo dos anos junto à rede privada de serviços médicos hospitalares e diagnósticos, já que a maioria dos serviços oferecidos à população de Dourados e região é contratualizada, e muitas vezes acaba onerando os cofres públicos municipais, haja vista que tais contratualizações extrapolam a tabela SUS de pagamentos de procedimentos. A estrutura custará R$ 4 milhões e será subsidiada com emenda do deputado federal Geraldo Resende.

Deixe seu Comentário