Dourados – MS quarta, 08 de julho de 2020
Dourados
19º max
10º min
Dia-a-Dia

Estado libera R$ 29 mi para 30 cidades em emergência

22 Jan 2016 - 09h37
Durante entrevista ao O Povo na TV, Rose Modesto disse que o Estado vai honrar compromissos. - Crédito: Foto:  Leca/AssessoriaDurante entrevista ao O Povo na TV, Rose Modesto disse que o Estado vai honrar compromissos. - Crédito: Foto: Leca/Assessoria
O Governo do Estado libera R$ 29 milhões para 30 cidades afetadas pelas enchentes. A informação foi repassada pela governadora em exercício Rose Modesto que foi à Aquidauana, Miranda e Dois Irmãos do Buriti, no início da semana, para verificar a situação dos desabrigados.


Do montante financeiro disponibilizado pelo estado R$ 10 milhões serão destinados para as cidades de Juti, Naviraí e Tacuru; R$ 4 milhões para reparos em pontes e rodovias e os R$ 15 milhões restantes entre as demais cidades que decretaram situação de emergência. O Governo do Estado pleiteia ainda mais R$ 61 milhões do Governo Federal para essas ações.


Umas das prioridades na recuperação das cidades é o reestabelecimento das condições necessárias para escoamento da safra e transporte escolar no ano letivo de 2016.


Durante entrevista ontem, ao “O Povo na TV”, a governadora em exercício afirmou que o Governo do Estado irá honrar com todos os compromissos firmados com os professores em relação aos aumentos salarias. Rose Modesto também ressaltou o fato de Mato Grosso do Sul pagar o melhor piso salarial do país e ainda lançar estudo para o novo reajuste estabelecido pelo Ministério da Educação (MEC) neste ano. “O Governo do Estado tem a intenção e nós iremos trabalhar para viabilizar esse piso na sua integridade”, afirmou.


Rose falou sobre a auditoria realizada no Programa Vale Renda (PVR) que economizará R$ 17 milhões para os cofres públicos. Mais de oito mil pessoas estavam recebendo do programa sem estarem no perfil definido do PVR.


O combate à dengue, ao zika vírus e a febre chikungunha, transmitidas pelo Aedes aegypti, também foi abordado pela governadora que ainda convocou toda a sociedade para esse enfrentamento. Já na próxima semana as lideranças eclesiásticas também serão chamadas para ajudar no combate ao mosquito. “A sala de monitoramento irá coordenar um projeto piloto em seis municípios e em que as informações serão repassadas em tempo real, por meio de tablets, e assim teremos mais dados para implantação das ações de combate”, finalizou.

Deixe seu Comentário