Dourados – MS quarta, 30 de setembro de 2020
Dourados
40º max
23º min
Dia-a-Dia

Escola forma 29 peões em Dourados

02 Fev 2016 - 18h54Por Do Progresso
A associação dos Amigos de Montaria de Dourados formou 29 peões profissionais em Dourados no último domingo em curso totalmente gratuito. A entrega dos certificados aconteceu no último domingo na sede da associação, em área no Distrito Industrial. A procura pelo curso foi tanta que recebeu peões de toda a região e de estados como Minas Gerais, como é o caso do João Pedro que viajou 1.9 km para participar do treinamento em Dourados.


Durante o último final de semana, os peões aprenderam as técnicas em montaria, alongamentos, preparo físico e concentração antes e durante as montaria. Como cuidar bem dos animais e evitar os maus tratos foi um dos temas debatidos. “Sem o animal, não há peão”, diz, Célio França, presidente da Associação dos Amigos e Peões de Montaria.


Se por um lado os peões de Dourados acumulam vitórias, por outro o medo de perder a área de treino é agravante. O Estado vem solicitando o despejo da Escola por ser área ocupada.


Com isto cerca de 50 alunos, a maioria atletas de destaques nacionais, ficarão sem a área de treino. Sem ter um local adequado, 40 animais utilizados no treino poderão ficar na rua.


De acordo com Célio França, presidente da Associação dos Amigos e Peões de Montaria, que existe há 18 anos, o Estado fez uma notificação dando um prazo de 15 dias para a desocupação do espaço. Se a determinação não for cumprida, o Estado diz que vai tomar medidas jurídicas. O Estado alega que a Associação não tem autorização para ocupar o imóvel.


Em resposta ao Estado, a Associação alegou que fez um acordo com o governo do Estado há 18 anos, e que na época ficou decidido que os alunos poderiam treinar naquela área até que o Estado utilizasse a área para a implantação de uma industria, já que o local tem essa finalidade. No entanto, a associação tem informações de que nenhuma indústria será instalada no local. Com base nisso, encaminhou novo ofício ao estado pedindo a permanência da ocupação da área, mas não obteve êxito.


Para os alunos, a situação é desesperadora, porque se confirmada a desocupação perderão o único local de treinamento para continuar nesta atividade. É o caso do peão Júlio Cesar Rodrigues da Silva. Ele, que mora em Nova Alvorada do Sul viaja cerca de 150 quilômetros pelo menos uma vez por semana para chegar a Dourados. Júlio é campeão em montaria em recente rodeio que aconteceu no estado de São Paulo. Ele, que atualmente é pedreiro, vê na atividade uma forma de ganhar a vida. “Assim como eu, vários peões em Dourados querem viver da montaria. Sem área para treinar acaba o sonho e não poderemos mais representar nosso estado fora daqui”, conta.

Deixe seu Comentário