Dourados – MS sábado, 11 de julho de 2020
Dourados
31º max
14º min
Dia-a-Dia

Empresários conhecem serviços do Sistema S

27 Fev 2016 - 06h00Por Do Progresso
Quinta-feira foi a 1ª reunião do Comitê Têxtil de MS. - Crédito: Foto: DivulgaçãoQuinta-feira foi a 1ª reunião do Comitê Têxtil de MS. - Crédito: Foto: Divulgação
Os empresários das indústrias têxteis e do vestuário de Mato Grosso do Sul conheceram, durante a 1ª reunião de 2016 do Comtêxtil MS (Comitê Têxtil de Mato Grosso do Sul), realizada na quinta-feira no CTV (Centro Tecnológico do Vestuário) do Senai de Campo Grande, os principais serviços disponibilizados pelo Sesi, Senai, IEL e Sebrae/MS. Além disso, o encontro também serviu para eles conhecerem os trabalhos desenvolvidos pelo Sistema Fiems e Sebrae/MS em 2015 e as propostas para este ano.


Formando pelo Sindivest/MS (Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Vestuário, Tecelagem e Fiação do Estado), Sindivesc (Sindicato das Indústrias do Vestuário de Corumbá), Sinvesul (Sindicato Empresas do Vestuário Industrial, Fiação e Tecelagem da Região Sul do Estado) e Sindivestil (Sindicato das Indústrias do Vestuário, Tecelagem e Fiação de Três Lagoas), o Comtêxtil MS foi criado para agir em defesa de interesse e atender as demandas específicas do segmento, como incentivos fiscais, desoneração e serviços de apoio para integrar as empresas diante da competição globalizada alinhado com o programa PDR (Programa de Desenvolvimento Regional) da Fiems.


Para o presidente do Sindivest/MS, José Francisco Veloso Ribeiro, a reunião foi de extrema importância para discutir assuntos de interesse das indústrias do segmento no Estado. “Fazemos esse encontro a cada três meses, dependendo da demanda, para podermos atender melhor as indústrias, com foco nas MPEs (Micro e Pequenas Empresa) e também nos MEIs (Microempreendedores Individuais), com o intuito de melhorar o ambiente de negócios das empresas”, destacou.


Já o presidente do Sinvesul, Egon Hamester, reforçou que as reuniões são positivas e que a intenção é contribuir para o desenvolvimento das indústrias. “Sempre vale a pena participarmos, pois esta é a única forma de podermos apontar o que precisamos para tornar nossas empresas mais competitivas”, pontuou.


Na mesma linha, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, destacou a importância da participação dos empresários nessas reuniões para tratar dos interesses do segmento e, principalmente, para reforçar a união dos empresários. “O Sistema Fiems está aqui para apoiar o segmento da indústria do vestuário e têxtil. Sesi, Senai e IEL estão presentes para ajudar e é importante que os empresários saibam disso, informando as suas demandas para que possamos atendê-las a contento”, declarou.

Deixe seu Comentário