Dourados – MS domingo, 20 de setembro de 2020
Dourados
27º max
16º min
Dia-a-Dia

Em discurso firme na Câmara, Délia cobra políticos estaduais

16 Dez 2015 - 09h42
Vereadora Délia discursa na tribuna da Câmara Municipal e critica falta de ações do governo estadual em favor de Dourados. - Crédito: Foto: DivulgaçãoVereadora Délia discursa na tribuna da Câmara Municipal e critica falta de ações do governo estadual em favor de Dourados. - Crédito: Foto: Divulgação
A vereadora Délia Razuk fez um discurso firme anteontem contra o descaso das autoridades com o segundo maior município do Estado.“Ocupo esta tribuna para alertar sobre o abandono em que se encontra nossa cidade. Às vésperas de completarmos oitenta anos vivemos um momento difícil, com quase todos, senão todos, os serviços públicos funcionando de forma precária em detrimento de uma população trabalhadora, ordeira e pagadora de uma pesada carga tributária”, desabafou a vereadora.


Observada pelos colegas e por um público atento, Délia enfatizou: “nossa cidade merece muito mais do que está recebendo das autoridades”. Ela ressalta que os vereadores têm obrigação de cobrar as autoridades. “Na condição de representantes diretos da população, não podemos permanecer inertes nesta casa de leis, como se tudo estivesse perfeito em nossa dourados”, argumenta. “Se não podemos solucionar os problemas mais crônicos, temos que, pelo menos, cobrar aqueles que tem essa obrigação e, mais importante, tem condições de agir com celeridade”, enfatizou.


Délia lembrou do descaso federal. “Vamos começar cobrando o governo federal que, mergulhado na mais profunda crise ética, moral e política não consegue fazer com que os órgãos públicos federais prestem um serviço decente à nossa cidade, que é polo regional e recebe contribuintes de mais de 35 cidades para solucionar seus problemas em dourados”, ressaltou. “O que mais me incomoda, nobres colegas, senhores e senhoras que nos acompanham neste momento, é o silêncio das nossas autoridades diante dessa situação caótica e lamentável”, observou.


A vereadora lamentou ainda que nenhuma voz se levanta para cobrar ações concretas do governador Reinaldo Azambuja, “o mesmo que só foi eleito porque os eleitores douradenses acreditaram nas suas promessas de campanha”. Segundo ela, “ao invés de pagar o voto com trabalho, honrando o povo douradense, o governador vem aqui, inaugura um hospital que demora seis meses para entrar em funcionamento e todos acham isso normal”, desabafou. “Como pode um hospital numa cidade polo de desenvolvimento ser inaugurado e demorar meio ano para entrar em funcionamento?”, questionou Délia.


Ela também quer saber o que o governo do Estado faz com os impostos, taxas e contribuições que cobra do povo douradense. “Onde estão sendo investidos os milhões e milhões de reais que saem todos os dias do posto do Detran em Dourados sem que o governo do Estado ofereça aos contribuintes nem mesmo um local decente para a prestação dos serviços?”, perguntou. “O que impede o senhor governador de firmar um convênio com o governo municipal para recuperar nossas ruas, avenidas, pontes e estradas vicinais? onde o governador está investindo as dezenas de milhões de reais que tira todos os meses dos douradenses com a cobrança do Fundersul?”, completou a vereadora.


A classe política também foi lembrada no discurso de Délia. “Onde está a bancada federal com seus oito deputados e três senadores que receberam voto em dourados e agora dão às costas a nossa população?”, perguntou. “Que trabalho esses políticos estão fazendo por Dourados? Como eles se comportam diante dos problemas dos douradenses?”, completou. Segundo ela, passadas as eleições todos ignoram o povo para ressurgirem numa nova eleição em busca de voto.


“Precisamos reagir, nobres vereadores. Precisamos cobrar mais atenção dessas autoridades, mesmo porque estamos às vésperas de uma eleição e não podemos considerar normal que os governantes trabalhem apenas e exclusivamente com a intenção de cooptar votos”, argumentou. “Nossa cidade tem pressa em receber melhorias, obras e serviços que atendem as necessidades dos moradores, por isso, chega de caos e descaso com Dourados. chega de abandono com o povo douradense”, finalizou.

Deixe seu Comentário