Dourados – MS sábado, 11 de julho de 2020
Dourados
31º max
14º min
Dia-a-Dia

Educação faz força-tarefa para lotar professores

11 Fev 2011 - 21h15
Escolas municipais recebem últimos retoques para abertura do ano letivo na segunda
Crédito: A. Frota - Escolas municipais recebem últimos retoques para abertura do ano letivo na segunda Crédito: A. Frota -
A Secretaria Municipal de Educação fará uma força-tarefa Neste final de semana para lotar professores contratados para o ano letivo que começa segunda-feira nas 42 escolas e nos 33 Centros de Educação Infantil (Ceims) de Dourados.

A secretária municipal de Educação, Margarida Gaigher, disse que a expectativa é bastante grande para que não faltem professores em sala de aula no primeiro dia após as férias escolares.

O início das aulas estava previsto para o dia 7 deste mês, junto com a rede estadual, mas precisou ser adiado para dia 14, para que a Secretaria de Educação pudesse resolver grande parte dos problemas causados no setor educacional durante a administração passada.

Margarida disse que existe uma grande expectativa dos professores, coordenadores e diretores em relação ao início do ano letivo. Nas escolas e Ceims, os servidores estão fazendo a manutenção e a limpeza dos espaços físicos para proporcionar um ambiente agradável para receber os alunos na segunda-feira.

“É importante essa força de vontade dos servidores que fazem tudo que está a seu alcance, diante de todos os problemas enfrentados no ano passado na educação”, disse Margarida.

A secretária observou que nem todos os problemas serão resolvidos nas escolas e Ceims, mas as providências estão sendo tomadas para permitir a abertura do ano letivo com tranquilidade.

Ela comentou que o excesso de chuva tem dificultado o trabalho de retirada do mato em torno de algumas escolas. “Assim que o tempo firmar, o trabalho será realizado”, informou.

#####MERENDA
Margarida Gaigher informou que não vai faltar merenda escolar, pois as escolas mantêm uma reserva do ano passado. Ela explica que as escolas municipais cuidam da sua própria merenda, com recursos que recebem direto do Ministério da Educação.

Já nos Ceims, escolas rurais e indígenas, a merenda é gerenciada pela prefeitura. Segundo a secretária de Educação, quanto a isso também não haverá problema, pois existe reserva de alimentos. Além disso, o município já está providenciando licitações para aquisição de mais mercadorias para abastecer essas instituições de ensino.

#####REPASSE
Nos próximos dias a prefeitura deve repassar para as escolas, através da APM (Associação de Pais e Mestres), a primeira parcela dos recursos destinados para atender as despesas emergenciais. A partir deste ano esse repasse será feito em quatro parcelas. Até o ano passado esses recursos eram distribuídos para as escolas em apenas duas vezes por ano.

Deixe seu Comentário