Dourados – MS quinta, 09 de julho de 2020
Dourados
20º max
min
Dia-a-Dia

Dourados tem 5,5 mil pacientes na fila por serviços cirúrgicos

05 Jan 2016 - 07h00
Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados realizou 62 cirurgias em menos de 20 dias. - Crédito: Foto: Hedio FazanHospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados realizou 62 cirurgias em menos de 20 dias. - Crédito: Foto: Hedio Fazan
Dados do Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados apontam que mais de 5,5 mil pacientes estão na fila de espera por atendimentos gerais como consultas e procedimento cirúrgico na Saúde de Dourados. Destes, 2,3 estão na fila de atendimentos de urologia, 1,5 mil na Ortopedia, 155 em consultas de vascular, e o restante distribuídos em outras especialidades. A unidade estadual, inaugurada no dia 1º de dezembro, é a alternativa para socorrer pacientes do município, principalmente aqueles que aguardam há anos o procedimento.


Somente nos primeiros 20 dias de dezembro, a unidade já havia realizado 62 procedimentos cirúrgicos para desafogar a fila do município de Dourados. De acordo com o diretor do novo hospital, o oncologista David Infante Vieira, a maior procura é por procedimentos como túnel do carpo, vasectomia e varizes. Além destes, o hospital oferece cirurgias como a postectomia (casos de fimose), a de nódulo palmar, cisto palmar, e a de cisto Sinovial.


O médico orienta pacientes que precisam de cirurgias, como estas, a procurarem a Unidade Básica de Saúde mais próxima e informar a necessidade da intervenção. “Os pacientes estarão sendo cadastrados no Sistema de Regulação de Vagas e serão chamados pelo Estado para fazer os procedimentos”, destaca.


Outra novidade, segundo o médico, é que que a partir deste mês a direção do Hospital começa a implantar as cirurgias ginecológicas no hospital. A medida tem a finalidade de socorrer o município, que concentra hoje uma fila de mais de 3,4 mil procedimentos como consultas, exames e cirurgias pendentes. Os dados do Conselho Municipal de Saúde apontam que somente nas consultas em cirurgia ginecológica há uma espera de quase 900 mulheres. Há pacientes esperando desde maio de 2014, ou seja, há mais de 1 ano e sete meses. A previsão é de 41 meses, ou seja, 1.225 dias para atendimento da demanda reprimida no Hospital Universitário que presta o serviço para a Prefeitura de Dourados.


Hospital da Vida


Para socorrer o Hospital da Vida, o governador Reinaldo Azambuja entregou recentemente R$ 2,5 milhões em equipamentos para o Hospital da Vida de Dourados. São dois aparelhos de raio-x, um tomógrafo e um arco cirúrgico, todos digitais e que serão interligados a uma Central de Laudos em Campo Grande, que fornecerá o diagnóstico de forma instantânea dos exames, se ocorrer a falta de um profissional.


Recentemente, o secretário adjunto da Secretaria Estadual de Saúde, Lívio Leite, disse que o objetivo dos novos equipamentos é substituir os antigos e quebrados, como o raio-x que apresenta problemas com frequência. A destinação destes equipamentos faz parte do Programa Parque de Imagem, que vai destinar mais de R$ 30 milhões distribuídos em 12 microrregiões de Mato Grosso do Sul, cumprindo um compromisso de campanha do governador. Segundo o secretário a expectativa é de dobrar o número de atendimentos no Hospital.


“Com os novos equipamentos, que são modernos, o município de Dourados terá como diminuir as grandes filas por exames, que tanto prejudicam a população. Além disso vai poder economizar porque esses exames, feitos hoje na rede particular, são mais caros do que a tabela paga pelo Sistema Único de Saúde”, explica.


Até maio deste ano, a cidade de Dourados tinha uma fila de 4.722 procedimentos como consultas e exames pendentes só na ortopedia e mais de 3,5 mil na fila das cirurgias oftalmológicas.

Deixe seu Comentário