Dourados – MS domingo, 12 de julho de 2020
Dourados
32º max
17º min
Dia-a-Dia

Dourados recebe 3 mil novos alunos na rede municipal

17 Fev 2016 - 09h48
Gabriela, de seis anos, filha da técnica administrativa Luciene Cândido trocou a rede particular pela pública e ganhou o balé. - Crédito: Foto: Hedio FazanGabriela, de seis anos, filha da técnica administrativa Luciene Cândido trocou a rede particular pela pública e ganhou o balé. - Crédito: Foto: Hedio Fazan
A Secretaria de Educação de Dourados contabilizou 3.039 novos alunos na rede municipal, após o término do prazo das matrículas deste ano. O aumento se deve às transferências da rede privada para a pública além de novos alunos que chegam da região. Com 7 mil estudantes a mais que o Estado, o município passa por “inchaço” na estrutura, o que vem obrigando a construção de novas escolas.


De acordo com a Secretária de Educação, Marisa Mizoguch, no ano de 2014 foram 2.506 novas matrículas, contra 3.039 em 2015, um aumento de 533 novos estudantes. Para conseguir atender a demanda crescente, o município conta com a ajuda do Estado, que vem construindo novas escolas. “O ensino fundamental é de responsabilidade não só da Prefeitura, como do Estado também. Por isto o município vem mantendo parcerias com o Estado para dividir a forte demanda de alunos. Nesta conversa, estão sendo construídas 3 novas estaduais em Dourados”, destaca, adiantando que as novas unidades serão edificadas nos bairros Dioclecio Artuzi, Jardim Flórida e Indápolis.


De acordo com Marinisa, apesar dos esforços, é possível que as fortes demandas por vagas na rede municipal continuem. “Dourados é pólo de Saúde, Educação e serviços em diversas áreas, o que atrai ano a ano mais moradores, principalmente depois da pesquisa que mostrou que o município está entre os melhores do país para se morar. Outro fator está relacionado aos programas complementares oferecidos pela rede municipal, que englobam arte, cultura e lazer, cada vez mais procurados pais interessados em matricular seus filhos”, destaca.


Em relação a matrículas, a secretária orienta que quem ainda não se matriculou precisa procurar a Central de Matrículas para ser orientado. Os critérios analisados e que podem garantir a vaga do aluno são a proximidade da escola com a casa do aluno e se os pais são doadores de sangue.

Troca


O acréscimo de 12% nas mensalidades, o custo caro de materiais exclusivos e a qualidade no ensino da rede pública, foram predominantes para técnica administrativa Luciene Cândido de Oliveira, optasse este ano pela rede pública para o ensino da filha Gabriella Cândido Ovando, de seis anos. “Eu tenho acompanhado a evolução das escolas municipais de Dourados e vejo que hoje temos excelentes estruturas. Para se ter uma ideia, hoje o aluno da rede pública pode participar do programa Nace, que oferece uma série de cursos em unidades particulares, tudo de forma gratuita. A minha filha tem o sonho de fazer balé e graças ao Nace, hoje ela pode, sendo assistida nas melhores escolas de dança de Dourados. Na rede privada tudo é pago e eu não tinha condições de arcar tanto com as mensalidades da escola do ensino fundamental e balé. Hoje não pago nada e tenho os dois. Além disso, recebemos o uniforme e todo o material gratuito da rede e do balé. Olho para o rostinho da minha filha e vejo o quanto ela está feliz e estimulada”, destaca, observando que para a alegria ficar completa ela aguarda uma vaga na Escola Joaquim Murtinho.

Deixe seu Comentário