Dourados – MS sábado, 24 de outubro de 2020
Dourados
31º max
21º min
Influx
Dia-a-Dia

Dourados faz campanha educativa contra o fumo

27 Mai 2011 - 23h00
Dourados faz campanha educativa contra o fumo -
DOURADOS – Dourados mantém grupos de apoio às pessoas dependentes do cigarro. Os que desejam dar um basta ao tabaco contam com a ajuda de psicólogos, fisioterapeutas, médicos e nutricionistas. O tratamento dura três meses e acontece nas unidades de saúde na Seleta (Jardim Flórida), Jardim Santo André e na Vila Rosa. O programa da prefeitura é coordenado pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) e existe desde 2008. Segundo uma das integrantes, Fernanda Torraca, o programa tem dado certo e já conseguiu sucesso em muitos casos.

No dia 31 deste mês é lembrado o Dia Nacional Sem Tabaco, mas o Nasf vai realizar uma blitz de conscientização neste sábado, das 8h às 12h, na Praça Antônio João. “Vamos entregar materiais educativos que esclarecem sobre o mal que o tabaco faz a um dependente”, diz Fernanda. “Além da ação que vai alertar a população fumante sobre os riscos do cigarro, ainda serão convidados a procurarem os grupos”, disse Fernanda.



TABAGISMO


O tabagismo é principal causa de morte evitável no mundo. A associação entre o tabagismo e diversos tipos de câncer, bem como as doenças cardiovasculares e o derrame cerebral, é incontestável.

O risco cardiovascular de um ex-fumante é reduzido em cerca de 50% após dois anos de abstinência tabágica. Cerca de dez anos após a cessação total do tabagismo, o risco cadiovascular do ex-fumante é semelhante ao de alguém que nunca fumou.

A prevalência do tabagismo no Brasil entre adultos na década de 80 era cerca de 30%. Atualmente, esta taxa é de aproximadamente 17%. O Brasil têm uma das maiores velocidades de queda no número de fumantes em todo o mundo. Embora os homens continuem fumando mais do que as mulheres, a prevalência do tabagismo no Brasil diminuiu principalmente entre os homens.

O aumento do preço dos cigarros e a instituição de leis federais antitabagismo poderão contribuir para uma redução ainda maior das taxas de tabagismo no Brasil.

Deixe seu Comentário