Dourados – MS sábado, 08 de maio de 2021
Dourados
26º max
12º min
Editorial

Dia do Comerciante

16 Jul 2011 - 07h00
Dia do Comerciante -



Aqueles que carregam nas costas a missão de gerar empregos, divisas e movimentar toda economia nacional comemo-ram hoje o Dia do Comerciante, uma das datas mais importantes no contexto econômico do país, dada a relevância da atividade no desenvolvimento de todos os municípios brasileiros, sem exceção.

Dourados, por exemplo, não é diferente das principais cidades brasileiras, já que nasceu e se desenvolveu graças a força do comércio que aos poucos foi se es-truturando a ponto de hoje ser considerado um dos mais bem organizados centros comerciais de todo Centro-Oeste brasileiro. Basta observar o interesse dos lojistas pela participação em eventos fundamentais para o aperfeiçoamento da profissão, principalmente palestras ministradas por profissionais de renome nacional e que ajudam, não apenas a aumentar os lucros, mas, sobretudo, a melhorar cada vez mais o atendimento ao consumidor. O comerciante douradense é antenado com os grandes centros nacionais, fator que transformou o comércio na principal fonte de receita para os cofres munici-pais, estaduais e federal.

Dourados faz jus a posição de cidade mais importante da região e a segunda maior de Mato Grosso do Sul em termos de qualificação tanto dos comerciantes como dos comerciários, que têm a constante preocupação com a atualização de seus lojistas, quer seja individualmente ou através de eventos promovidos pela Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

O mais importante, por exemplo, é que no caso da Aced existe uma preocupação também na formação de opinião, promovendo eventos que aproximem os comerciantes das autoridades e da sociedade, cobrando soluções para questões que atingem ou irão atingir os negócios no futuro. A Associação Co-mercial e Empresarial se mostra presente nas discussões sobre o futuro de Dourados, disposta a lutar por mudanças que beneficiem toda coletividade. A entidade não se limita em atender o interesse do comerciante, simplesmente por se tratar de um filiado, mas sempre está preocupada com o futuro de todo o município.

Considerando que em Dourados mais de 70% da mão de obra empregada está no comércio, fica a certeza que é indis-cutível a força deste setor não só para a economia como para a vida dos douradenses. Basta atentar para o fato que 60% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do município são gerados pelo comércio e o restante fica por conta do agronegócio, prestação de serviço e indústria.

É certo que o comércio depende diretamente de quem compra, mas caso ele não esteja preparado para atender as exigências do mercado acaba caindo no descrédito e afastando cada vez mais o consumidor, ao invés de atraí-lo. No caso de Dourados o investimento e o respeito ao setor comercial é a me-dida mais sensata que o Poder Público poderia tomar, pois trata-se de um retorno garantido e a garantia do impulso do setor econômico da cidade. Caso Dourados alcance um dia a importante conquista de uma cidade industrial, aliada a for-ça do comércio, quem sabe a população poderia contar com um município onde o desemprego estaria sempre em baixos patamares.

O Dia do Comerciante é uma das mais antigas datas comemorativas e foi criada ainda no tempo do Império para ho-menagear a luta diária de homens e mulheres atrás de um balcão para assegurar não apenas a geração de emprego e renda mas, sobretudo, o futuro de suas famílias e de gerações de comerciantes.

A data também é estratégica para mostrar o trabalho do profissional do comércio, seja nos modestos estabelecimentos instalados nos bairros mais afastados ou nos luxuosos shoppings; seja nas pequenas ou grandes empresas, mostrando a permanente contribuição dessa atividade à expansão econômica do Brasil. Instituído por meio do Decreto 2.048/1953, editado pelo então presidente do Senado Federal, João Café Filho, o 16 de julho é uma homenagem à categoria responsável por gerar o maior número de empregos do país. No âmbito local, os comerciantes de Dourados dão mostras de que estão preparados para enfrentar todo tipo de dificuldade. Hoje em dia a crise só se vence com criatividade e dinamismo, qualidade que os comerciantes de Dourados demonstram ter de sobra.
...

Deixe seu Comentário

Leia Também

Presidente do Senado cobra ajuda para salvar empresas
Comitê da Pandemia

Presidente do Senado cobra ajuda para salvar empresas

15/04/2021 14:30
Presidente do Senado cobra ajuda para salvar empresas
Antivacina, um crime
Editorial

Antivacina, um crime

06/02/2021 07:02
Antivacina, um crime
Últimas Notícias