Dourados – MS terça, 04 de agosto de 2020
Dourados
31º max
15º min
Segurança e Saúde JBS
Comércio

Dia das Mães deve injetar R$ 10,7 mi em Dourados

26 Abr 2016 - 06h00
Apesar da crise, em Dourados, 83% da população economicamente ativa devem ir às compras. - Crédito: Foto: Hédio FazanApesar da crise, em Dourados, 83% da população economicamente ativa devem ir às compras. - Crédito: Foto: Hédio Fazan
Considerada pelos empresários ligados ao setor comercial como a segunda data mais importante, depois do Natal, o "Dia da Mães" deve injetar um montante superior a R$ 10,7 milhões com presentes em Dourados, este ano. A projeção é do Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados (Sindicom), com base em pesquisa realizada pela entidade, que aponta que o valor médio dos presentes está estimado em R$ 131,93.


Em Dourados, 83% da população economicamente ativa devem ir às compras e 2% ainda estão indecisos. A Pesquisa de Intenção de Compras de Dia das Mães 2016, realizada em Dourados, revela um cenário pessimista sobre a situação financeira da clientela, em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo a pesquisa, 53% acreditam estar piores hoje que em 2015. Cerca de 30,5% dizem estar iguais e 16,5%, melhores.
A amostra para o município foi de 200 entrevistados e ocorreu de 8 a 18 de abril de 2016. Foram aplicadas 26 questões, sendo 3 abertas e 23 fechadas (respostas múltiplas e únicas).


As estimativas do Sindicom para este ano estão bem abaixo do que foi projetado para 2015. Durante o ano passado, o otimismo das vendas foi impulsionado principalmente pela peculiaridade de Dourados estar localizada próxima a linha de fronteira. Com o dólar alto, à época, na casa dos R$ 2,90, poucos são os consumidores que se arriscaram ir às compras no comércio paraguaio. Segundo o presidente do Sindicom, Valter Castro, o objetivo da pesquisa, é orientar o comerciante para esta data dando a ele ferramentas para conhecer melhor seu cliente em potencial e as tendências de consumo.


"A redução da renda das famílias faz com que reduzam a prospecção dos gastos em presentes para o Dia das Mães, um reflexo do cenário econômico atual: menos pessoas comprando e presentes de menor valor. Das famílias entrevistadas, 33,1% declaram ter uma situação financeira pior do que em 2015", explica o presidente do Instituto de Pesquisa Fecomércio (IPF-MS), Edison Araújo.


Redução


Em relação às principais cidades do Mato Grosso do Sul, a situação não é diferente, prevalecendo também, um cenário negativo quanto às expectativas de vendas. As enquetes realizadas Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul (Fecomércio/MS) em parceria com o Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados (Sindicom) indicam que o setor deve movimentar R$ 159,46 milhões na economia do Estado, um montante 26% menor que em 2015. Foram ouvidas duas mil pessoas em 13 cidades. Outra tendência importante é que 35,1% apontam como fator decisivo para as compras produtos de qualidade. A pesquisa também revelou que 53,7% devem confraternizar no Dia das Mães. O gasto médio aferido com alimentação foi de R$ 99,67 por comprador, estimando um movimento de R$ 67,4 milhões no segmento.

Deixe seu Comentário