Dourados – MS sábado, 04 de julho de 2020
Dourados
26º max
11º min
Dia-a-Dia

Detran passa a cobrar por vistoria

23 Fev 2011 - 17h46
Detran de Dourados começa cobrar licença para veículos de transporte escolar - Crédito: Foto: Hédio Fazan/PROGRESSODetran de Dourados começa cobrar licença para veículos de transporte escolar - Crédito: Foto: Hédio Fazan/PROGRESSO
DOURADOS – A vistoria do transporte escolar terminou ontem. A expectativa do Departamento de Trânsito (Detran) de Dourados é de que ao menos 70 veículos, entre vans e ônibus, receberam o selo de autorização para manter as atividades pelo prazo de seis meses.

A partir de agora, o empresário do ramo que não procurou o Detran até ontem, terá que pagar pela vistoria. O valor é de R$ 30 por veículo. Quem for flagrado irregular no trânsito será multado.

Uma operação conjunta entre o Detran e forças policiais de Dourados promete dar fim ao transporte clandestino de estudantes em Dourados. Para isto, nos próximos dias todos os veículos que servem ao setor passarão por “pente-fino”.
De acordo com o gerente do Detran, Aparecido Dias Duarte, participam da Operação a Polícia Rodoviária Federal, Estadual, Guarda Municipal e Polícia Militar. Eles estarão em blitz em pontos estratégicos de Dourados. De acordo com Duarte, a medida tem como objetivo garantir a segurança dos alunos.

Segundo ele, todos os veículos que não tiverem o selo do Detran de vistoria serão apreendidos e proibidos de prestar o serviço. Dependendo da gravidade do problema, serão multados com penalidades a partir de R$ 127, por carro detido.
Para conseguir o selo de qualidade expedido pelo Detran, o proprietário deve atender exigências de segurança estipulados por norma nacional de trânsito.

Além disso, todos os veículos destinados ao transporte escolar incluindo vans e ônibus, devem ser vistoriados duas vezes ao ano. “É a oportunidade para quem precisa se regularizar”, disse.


Os aprovados recebem um selo do Detran-MS, que fica posicionado no pára-brisa dianteiro. É a garantia de que o veículo passou pela vistoria e está regularizado. \"A fiscalização é fundamental para garantir a segurança oferecida pela empresa, tanto com relação as condições do veículo quanto na formação do motorista\", explica.

Durante a inspeção, os técnicos avaliam diversos quesitos, entre esses a documentação do veículo e do motorista – que deve ser habilitado na categoria D e ter passado por curso de condução escolar.

Para trabalhar no ramo, o motorista também deve apresentar certidão criminal negativa. Já o veículo deve estar em dia com diversos itens de segurança, como faróis, pneus, cintos de segurança (que devem estar disponíveis para todos os alunos transportados), extintor de incêndio e condições gerais do veículo, incluindo a limpeza. A empresa também deve possuir alvará da Prefeitura.

Em Dourados, até o ano passado, havia em torno de 70 veículos regularizados para este transporte, mas o índice de clandestinida-de ainda seria grande, segundo Aparecido.

Segundo Aparecido Dias Duarte, os pais devem ficar muito atentos antes de contratar uma empresa para fazer o transporte dos filhos de casa até a escola. Segundo ele, além do selo do Detran, outros itens também precisam ser observados, como a presença de monitores para organizar as crianças dentro do veículo.

Segundo ele, os veículos clandestinos oferecem grande risco aos passageiros, principalmente porque podem não estar em boas condições de tráfego. Além disto, o condutor pode não estar habilitado para aquele tipo de transporte. Casos de irregularidade ou clandestinidade devem ser denunciados aos órgãos fiscalizadores.

Deixe seu Comentário