Dourados – MS terça, 14 de julho de 2020
Dourados
25º max
17º min
Respeito à Vida/ALMS (Ramal)
Dia-a-Dia

Capital registra aumento de inadimplência

29 Fev 2016 - 08h53Por Marli Lange Do Progresso
Normann Kallmus, economista da ACICG, em Campo Grande. - Crédito: Foto: DivulgaçãoNormann Kallmus, economista da ACICG, em Campo Grande. - Crédito: Foto: Divulgação
O boletim produzido pela Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) para estudar os índices de inadimplência na cidade apurou, no mês de janeiro, mudanças significativas de tendência em comparação com o mês de dezembro. O Índice de Negativação do Comércio (INC) apresentou aumento no número de negativações, enquanto o Índice de Recuperação do Crédito (IRC) apontou queda na quitação de dívidas.


O Índice de Negativação do Comércio encerrou o mês de janeiro em 307 pontos, representando mais que o dobro do índice registrado no mesmo período de 2015, que foi de 154 pontos. O dado superou também o mês de dezembro, que registrou 219 pontos. “Nos primeiros 16 dias de janeiro, o comportamento do indicador foi bastante semelhante a 2015, entretanto, nas duas últimas semanas o crescimento foi explosivo. Podemos analisar que uma das causas desse movimento é o término dos recursos adicionais provenientes do 13º, e a partir daí as famílias não tiveram condições de honrar seus compromissos, resultando em um aumento nas negativações registradas”, analisa o economista da ACICG, Normann Kallmus.


Ao contrário do INC, o Índice de Recuperação de Crédito do mês de janeiro alcançou 390 pontos, contra os 121 registrados no mesmo período de 2015, e 103 os em 2014, demonstrando o crescimento significativo, ano a ano, da tendência de consumidores que estão saldando suas dívidas. “O fator preocupante, no entanto, reside na queda em relação a dezembro de 2015, quando o mesmo indicador atingiu 435 pontos. Isso o levou para o mesmo patamar de agosto de 2015, momento no qual as famílias contavam com a perspectiva de receitas adicionais pelo 13º salário”, compara o economista.

Deixe seu Comentário