Dourados – MS terça, 22 de setembro de 2020
Dourados
27º max
14º min
Greve em Dourados

Câmara vai analisar orçamento da Educação de Dourados

28 Jun 2016 - 07h40Por Do Progresso
Vereadores reconhecem a legitimidade das reivindicações feitas pelo movimento grevista - Vereadores reconhecem a legitimidade das reivindicações feitas pelo movimento grevista -
Uma comissão representando os educadores municipais em greve se reuniu ontem com os vereadores na Câmara Municipal de Dourados (MS) para cobrar uma posição sobre o não cumprimento de acordos salariais por parte da prefeitura.

Os representantes de professores e administrativos foram recebidos pelo presidente do legislativo, Idenor Machado, e pelos vereadores Elias Ishy, Pastor Sérgio, Pedro Pepa, Alan Guedes, Ciro Medeiros, Bebeto, Nelson Sudário, Raphael Matos, Pastor Cirilo, Madson e Juarez.

A presidente do SIMTED, Gleice Jane Barbosa, pediu apoio dos parlamentares para as negociações com o executivo municipal. Os trabalhadores cobram mais transparência nos gastos com a Educação em Dourados.

Segundo levantamento realizado pelos sindicalistas, as receitas que o município possui para a Educação são mais do que suficientes para pagar as reposições salariais e cumprir a Lei do Piso do Magistério.

Os grevistas apresentaram aos parlamentares problemas nos gastos da pasta da Educação e cobraram dos vereadores maior fiscalização sobre a aplicação dos recursos na Educação do município.

Os parlamentares reconheceram a legitimidade das reivindicações dos trabalhadores da Rede Municipal de Ensino.

Eles também veem contradição entre os argumentos utilizados pela administração municipal para não cumprir os acordos e os números levantados pelos sindicalistas, que afirmam que as receitas são mais que suficientes e previstas em lei.

Ao final da reunião, o presidente Idenor Machado fez encaminhamento no sentido de disponibilizar um técnico orçamentário para analisar os recursos da Educação no município.

A Comissão da Educação deve coordenar os trabalhos em busca de solução para que os acordos sejam cumpridos.

O movimento grevista acompanhará de perto a análise dos números da receita para o ensino na Rede Municipal de Dourados.

Deixe seu Comentário