Dourados – MS quarta, 30 de setembro de 2020
Dourados
40º max
23º min
Dia-a-Dia

Câmara aprova projeto que denomina João Totó Câmara a nova Feira-Livre

02 Dez 2015 - 07h00
Vereadores de Dourados aprovaram 20 projetos de lei . - Crédito: Foto: Thiago MoraisVereadores de Dourados aprovaram 20 projetos de lei . - Crédito: Foto: Thiago Morais
A Câmara de Vereadores de Dourados aprovou 20 projetos de lei presentes na pauta de votação da sessão ordinária de segunda-feira. Entre eles, o projeto de lei, de autoria do Poder Executivo, que denomina João Totó Câmara o espaço da nova Feira-livre que está sendo construída na antiga Chácara Rigotti, na Vila Adelina Rigotti.

A homenagem ao ex-prefeito de Dourados falecido em 2012 foi destacada pelo presidente da Casa Idenor Machado (DEM), que exaltou a iniciativa do prefeito Murilo Zauith (PSB). Conforme Idenor, trata-se de uma homenagem justa a um dos grandes ícones da política douradense.

Formado em direito, Totó começou na vida pública em 1954, quando foi vereador de Dourados até 1963. Foi ainda secretário geral da Prefeitura até 1964, antes de se tornar prefeito de 1966 a 1969. Foi deputado federal de 1971 a 1973, antes de retornar à prefeitura do município, onde ficou a frente até 1977.

Foi secretário de Agricultura de Wilson Barbosa Martins, primeiro governador eleito pelo voto direto após a ditadura militar em Mato Grosso do Sul e em 1983 se elegeu novamente deputado federal, agora pelo PMDB, partido do qual foi um dos fundadores em Dourados, juntamente com Aniz Faker, Sultan Rasslan, Ivo Cersosimo, entre outras lideranças da época. Foi nomeado conselheiro do TCE em 1987, onde permaneceu até se aposentar em 1998. Ocupou ainda a vice-presidência da corte no biênio de 1989/90.

Durante a sessão, o presidente da Câmara destacou que Totó Câmara já tem seu nome marcado de forma destacada na história de Dourados por construir uma trajetória de trabalho, desenvolvimento e amor ao município.

Para Idenor, Totô Câmara pode ser descrito como um político visionário para a época, deixando um legado para a política local de trabalho com ética e responsabilidade. Segundo o presidente da Casa, denominar Totó Câmara a nova Feira-Livre de Dourados é exaltar a história de vida de um homem público que valorizava os mais humildes, que atuou de forma preponderante no período em que foi prefeito no apoio à zona rural e aos distritos, além de tratar a educação como uma prioridade em épocas que o acesso a escola ainda era um complicador em virtude da distância e do pequeno número de escolas existentes.

Idenor lembra que Totó foi o primeiro prefeito a levar escolas para os distritos de Dourados, chegando inclusive a reconstruir um prédio recém-inaugurado destruído por um incêndio na época. “Se trata de uma justa homenagem. Totó Câmara foi um homem de bem, de conduta exemplar, um cidadão honrado e trabalhador, cumpridor fiel de seus deveres para com seus semelhantes e a nossa comunidade, merecedor da justa homenagem”, finalizou.

Deixe seu Comentário