Dourados – MS segunda, 21 de setembro de 2020
Dourados
26º max
15º min
Dia-a-Dia

Banco de Leite do HU tem queda e precisa de doações

22 Dez 2015 - 10h02
Leite coletado é destinado aos bebês internados na UTI Neonatal, na Unidade de Cuidados Intermediários do hospital. - Crédito: Foto: DivulgaçãoLeite coletado é destinado aos bebês internados na UTI Neonatal, na Unidade de Cuidados Intermediários do hospital. - Crédito: Foto: Divulgação
Com a proximidade do período de festas de final de ano, o Banco de Leite Humano do Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD) tem contabilizado queda nas doações de leite materno, o que pode prejudicar a alimentação dos recém-nascidos internados no local. Desde outubro, as coletas têm diminuído e tendem a baixar ainda mais no mês de janeiro, por conta das férias.


Dessa forma, os colaboradores do Banco de Leite Humano (BLH) convocam as mães que estão em período de aleitamento para que entrem em contato com o setor, afim de doarem seu leite sobressalente. Uma equipe capacitada vai até a casa da doadora, realiza visitas preliminares, orienta a voluntária sobre como fazer a ordenha da maneira correta e recolhe o material coletado.


Segundo a enfermeira do BLH, Neiva Barreto, é comum haver queda nas doações nessa época do ano, portanto, trata-se de um chamado especial às mães douradenses, para que se solidarizem com o trabalho da equipe e com os bebês internados no HU-UFGD.


”Muitas doadoras estão viajando e outras acabam desistindo das doações nessa época, mas para nós é essencial que novas mães se voluntariem, pois nosso volume de litros de leite está gradativamente diminuindo”, explica a profissional. Ela diz que é um problema recorrente em todos os bancos de leite humano em que já trabalhou e que, por isso, toda doação é importante e bem-vinda.


Em média, entre 130 e 150 litros de leite humano são coletados por mês, sendo que em outubro o número baixou para 115 litros e em novembro para 110 litros. O consumo, no entanto, é de cerca de 100 litros por mês, que são destinados à alimentação de bebês internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal e na Unidade de Cuidados Intermediários (UCI).


Além da coleta externa, feita na casa das voluntárias, o procedimento é realizado internamente, com as mães que estão com seus filhos internados no HU-UFGD. Todos os dias, elas doam o leite, que é diretamente empregado na alimentação de seus bebês. Já o material coletado externamente, é transportado até o hospital e passa por um processo de pasteurização no BLH antes de ser usado.


Para as visitas e o recolhimento das doações externas, o HU-UFGD conta com a parceria do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Dourados, que sede o serviço de transporte, e do Corpo de Bombeiros, que disponibiliza uma servidora capacitada em aleitamento materno para o trabalho de orientação. Também atuam na logística os motoristas do próprio hospital e os colaboradores do Banco de Leite Humano.

Histórico


Iniciado em 2006, no antigo Hospital da Vida (HV) e Hospital da Mulher, o Banco de Leite Humano em Dourados teve sua estrutura partilhada no ano de 2010, entre o HU-UFGD e o HV, até que, em 2014, passou a funcionar totalmente no HU, com espaço reformado e adequado para atender as mães doadoras e para fazer o processamento do leite materno para bebês prematuros.


Junto com o Lactário, o local possui área total de 210 metros quadrados, abrigando salas de lactentes, de ordenha e de paramentação da ordenha. Atualmente, o Banco de Leite Humano é o único de Dourados e conta com dez colaboradores, que atuam nas consultas individuais para ordenha, nas visitas domiciliares para a coleta e em todo o processo de pasteurização do leite até que ele esteja pronto para o consumo dos bebês. A equipe também trabalha na conscientização e na instrução das mães e da sociedade sobre a amamentação.
O telefone para contato com o Banco de Leite Humano do HU-UFGD é o (67) 3410-3002.

Deixe seu Comentário