Dourados – MS quinta, 24 de setembro de 2020
Dourados
33º max
17º min
Infraestrutura

Autistas de Dourados terão megaestrutura de R$ 1 milhão

02 Abr 2016 - 06h00
Projeto  da nova sede de AAGD foi desenvolvido pelo arquiteto Lucas Stein, de Dourados. - Crédito: Foto: IlustraçãoProjeto da nova sede de AAGD foi desenvolvido pelo arquiteto Lucas Stein, de Dourados. - Crédito: Foto: Ilustração
No Dia Mundial de Conscientização do Autismo, Dourados recebe a notícia de que o Governo do Estado vai implantar uma megaestrutura com consultórios de fonoaudiologia, odontologia e fisioterapia. Para isto estão sendo investidos R$ 1 milhão para a construção do Centro de Referência no Atendimento de Autismo em Dourados. A medida atende a uma antiga luta da Associação de Pais e Amigos dos Autistas da Grande Dourados (AAGD), levada ao governador Reinaldo Azambuja pelo deputado federal Geraldo Resende.


O prédio será construído em área doada pela Prefeitura de Dourados, situada à Rua Salviano Pedroso, esquina com Zeferino Vicente de Almeida, no Bairro Terra Roxa. Para a construção estão garantidos os recursos, o projeto e o terreno, aguardando apenas a viabilização das etapas burocráticas do projeto.


A construção de uma sede própria e de uma estrutura adequada para atendimento aos autistas é um antigo sonho da Associação. Desde 2008 à frente da entidade, os dirigentes Francisco Sobrinho (Chico) e a esposa Ana Cláudia acreditam que a estrutura vai possibilitar atendimento adequado às crianças com autismo, além de ajudar a levar informações sobre o tema. "Muitos não sabem que o filho tem autismo. Isso acontece devido a várias semelhanças com outras doenças, o que acaba influenciando no diagnóstico", diz Ana Cláudia.


Segundo ela, quanto antes o diagnóstico, mais fácil será fazer com que a criança tenha um ritmo normal de convívio em sociedade. Ela é mãe de uma criança com autismo. Se emociona quando lembra que há anos atrás a diretora de escola particular pediu para que ela tirasse o filho de lá, alegando que ele não tinha perfil do aluno no qual eles estavam acostumados a lidar.

Sede


A sede do Centro de Referência no Atendimento de Autismo será construída em área de 2.450 metros quadrados doada pela Prefeitura com projeto oferecido pelo arquiteto Lucas Stein, autor do projeto arquitetônico da futura obra. A edificação será de 1.102 metros quadrados e será executado por etapas. Os recursos de R$ 1 milhão serão suficientes para colocar o Centro em funcionamento, possibilitando a construção de áreas para atendimento, recepção, administração, coordenação e salas para consultório, fonoaudiologia, odontologia e fisioterapia.


"O objetivo é viabilizar estrutura para propiciar, aos autistas, trabalho interdisciplinar, melhorias no tratamento terapêutico educacional e a inclusão deles na sociedade", afirma Geraldo Resende. O parlamentar foi o idealizador e hoje é membro da Frente Parlamentar de Apoio às Pessoas com Deficiência da Câmara Federal.


A estrutura completa, incluindo as demais etapas, deverá conter salas para musicoterapia, terapia ocupacional, enfermaria, atendimento médico,orientação psicológica, triagem, entrevistas com assistente social, almoxarifado, cozinha industrial, cozinha experimental, lavanderia, artes, informática, dormitório/descanso, jardim sensorial, quadra coberta, campo de futebol, pomar, horta, parque com brinquedos, piscinas cobertas com banheiros e vestiários, entre outras.


De acordo com Chico Sobrinho, a partir de 2008, foi criado na UFGD um grupo de estudos com o objetivo de lutar por um espaço para a discussão de questões relacionadas ao autismo. O grupo foi o ponto de partida para discussões sobre a escolarização das crianças autistas de Dourados e região. A partir daí surgiu a AAGD", explicou.

Deixe seu Comentário