Dourados – MS sábado, 15 de agosto de 2020
Dourados
27º max
19º min
Segurança e Saúde JBS
Estacionamento

Após acordo, parquímetro volta a cobrar dia 6

21 Mai 2016 - 06h00
Diretor da EXP e Mito Gebara durante reunião com diretores da Aced; cobrança já está marcada. - Crédito: Foto: DivulgaçãoDiretor da EXP e Mito Gebara durante reunião com diretores da Aced; cobrança já está marcada. - Crédito: Foto: Divulgação
Está marcada para o dia 6 de junho a retomada na cobrança do estacionamento rotativo em Dourados pela empresa EXP Parking, após acordo firmado com o Ministério Público Estadual. Conforme noticiou o Jornal o PROGRESSO, em primeira mão, com o com fracionamento a cada 5 ou 10 minutos, dependendo da forma de aquisição de créditos para estacionamento, a cobrança pretende aliviar a rotatividade de vagas na região central já para o Dia dos Namorados, considerada a terceira melhor data para vendas no comércio.


Na manhã de ontem, o diretor de Relações Institucionais da EXP Parking, Sérgio Iran Soares, esteve na Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced) para informar sobre o acordo e agradecer a intermediação da entidade desde o início da implantação do novo sistema, que causou uma série de reclamações por parte dos usuários e empresários locais. "Tivemos um longo debate interno na empresa e vimos que era prudente ceder, mesmo com algumas dificuldades", disse ele, ao informar que a empresa está estabelecendo um novo cronograma de trabalho, que inclui convocação e treinamento dos monitores sobre as novas regras. "Todas as cláusulas do contrato e até as operações da empresa fora de Dourados foram minuciosamente auditadas e questionadas pelo Ministério Público. Durante todo este processo, a contribuição da Aced foi fundamental", completou.


Pelo novo acordo firmado com o MPE, o valor por hora continua o mesmo (R$ 2), mas haverá duas formas de fracionamento: para as vendas através do aplicativo para smartphones, a cobrança será feita a cada 5 minutos. Já para as demais formas de vendas de créditos, o consumidor paga a cada 10 minutos de utilização de vaga. No contrato anterior, a cobrança era feita a cada 30 minutos, o que gerou a reprovação de boa parte dos usuários.


O acordo firmado com o MP também estabelece outras mudanças, como a utilização do tempo adquirido em mais de uma vaga; implantação de uma central de reclamações e a presença de monitores para atendimento dos usuários, venda de créditos e esclarecimento de dúvidas. A empresa também tem 60 dias para sinalização horizontal e vertical de todas as vagas. A multa diária estipulada pelo acordo é de R$ 20 mil em caso de descumprimento de qualquer uma das cláusulas.

Contribuição


Durante a reunião, o presidente da Aced, Antônio Nogueira, disse que o acordo sempre foi o objetivo da entidade, em busca de um sistema mais justo aos usuários. Ele também falou sobre o ‘caos’ instalado no estacionamento central nos últimos 40 dias, desde que o contrato com a empresa foi suspenso pela Justiça. "Hoje, não existe outro caminho a não ser tarifar. Não podemos mais ficar sem parquímetro porque temos um trânsito bastante complicado", disse o presidente. "Com um contrato auditado pelo Ministério Público, qualquer falha que tenha sido cometida anteriormente não tem mais", acrescentou.


Ao final da reunião, Nogueira presenteou o diretor da EXP Parking com um exemplar do livro "Aced 70 anos", lançado em 2015 e lembrou que a entidade sempre esteve presente nos acontecimentos de Dourados desde sua fundação e que a discussão sobre o parquímetro foi mais uma contribuição em prol do desenvolvimento do município.

Deixe seu Comentário