Dourados – MS segunda, 10 de agosto de 2020
Dourados
34º max
16º min
Segurança e Saúde JBS
Dia-a-Dia

Aeroporto vai ganhar equipamentos

03 Dez 2010 - 11h00
Com investimentos, Dourados pode receber mais companhias de voos
Foto: Rachid Waqued - Com investimentos, Dourados pode receber mais companhias de voos Foto: Rachid Waqued -



DOURADOS - Representantes do Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cintacta II) estão em Mato Grosso do Sul para auxiliar a equipe do governo do Estado para compra e instalação de equipamentos no aeroporto de Dourados.

Ontem de manhã eles estiveram reunidos com o assessor em Faixa de Domínio e Aviação (AFDA), Fabrício Alves Corrêia, vinculado à Secretaria de Obras Públicas do Estado (Seop), que os acompanhou, a uma visita à prefeita de Dou-rados, Délia Razuk, para informar sobre os investimentos do governo estadual previstos para o terminal do município.

O Cindacta II vai assessorar o Executivo no processo de compra dos equipamentos para a sala de controle de tráfego, que terá, entre outros aparelhos, um Indicador de Trajetória de Aproximação de Precisão (Papi), Estação Permissionária de Telecomunicações Aeronáuticas (EPTA) e uma estação meteorológica. “Eles estão nos auxiliando na fase de projeto e nos ensinando como a aeronáutica faz as compras”, explicou Fabrício Alves Corrêia. O valor estimado dos equipamentos é de R$ 500 mil.

De acordo com o coronel Francisco Almeida da
Silva, do Cintacta II, depois que os equipamentos forem instalados as grandes empresas aéreas vão se interessar em operar rotas para Dourados. “A infraestrutura vai tornar as condições de operação muito melhores para as empresas”, ressaltou o coronel. Segundo Almeida a estação em solo, que passa infor-mações sobre pouso e decolagem para o piloto, torna o voo muito mais seguro.

O coronel destaca a estação meteorológica para informações barométricas como um dos equipamentos essenciais. “A velocidade do vento, medida pelo aparelho, é crucial para pouso e decolagem”. Segundo Almeida, o serviço de informa-ção é o primeiro passo para homologação da pista para procedimentos por instrumentos e a estação meteorológica é fun-damental. “Sem as informações sobre a velocidade e direção do vento o piloto pode ter que abortar o pouso”, explica Almeida. O equipamento auxilia o piloto nos voos noturnos em condições de nevoeiro.

Reforma - O governo do Estado realizou a reforma do terminal de passageiros do aeroporto de Dourados para im-plantação de sala de embarque e desembarque climatizadas, sinalização da pista de pouso e decolagem, taxiamento e pátio de aeronaves, construção da cerca de proteção e Sessão de Combate a Incêndio (SCI). As modificações proporcio-naram a implantação de dois voos regulares, diários, de aeronaves modelo TR 72 com capacidade para 68 passageiros.

Deixe seu Comentário