Dourados – MS segunda, 28 de setembro de 2020
Dourados
32º max
21º min
Palestra

Advogado associa saúde laboral ao meio familiar

03 Jun 2016 - 06h00
Pais participam de palestra com José Carlos Manhabusco. - Crédito: Foto: Fátima FrotaPais participam de palestra com José Carlos Manhabusco. - Crédito: Foto: Fátima Frota
Os cuidados no trabalho para uma saúde equilibrada no cotidiano profissional, pessoal e familiar foram abordados na palestra do advogado trabalhista, José Carlos Manhabusco, na noite da terça feira. O tema "A participação dos trabalhadores na segurança e saúde no trabalho" foi discorrido, de maneira simples, aos pais da Escola Estadual Antonio Vicente Azambuja, de Itahum. O encontro teve apoio do jornal O PROGRESSO.


Relacionando os conceitos trabalhistas, o palestratante destacou que os mesmos cuidados que o profissional tem no trabalho, também devem ter em casa, junto à família. "Os equipamentos de segurança oferecidos pela empresa, devem ser utilizados. Em casa, muitas vezes não há preocupação com a saúde e com a higiene. Se no trabalho, tem regras a cumprir, em casa também deve ser da mesma forma. Como está a limpeza do seu quintal? E os cuidados com a água que você bebe?" foram algumas das indagações realizadas.


Uma das realidades vividas pelos pais e trabalhadores é o crescente número de desempregos. Para enfrentar a problemática, a educação e a formação constante na área que atua, é um dos recursos. Um outro caminho para fazer a diferença e ganhar dinheiro é participar de cursos profissionalizantes.


"Os pais precisam apoiar os filhos, trazendo para o estudo, pois, faremos a diferença na sociedade, pela competencia. Precisamos falar isso para os jovens, estimulando ao estudo e buscar uma profissão. A realidade do desemprego está aí. Fazer a faculdade é uma das opções, uma outra é fazer curso profissionalizante", avaliou José Carlos Manhabusco.


Dentre os participantes estava Carlinda Cabreira, mãe e avó. Prestou muita atenção quando foi abordada a necessidade do bom relacionamento entre os pais e os filhos, com diálogo, atenção e afeto. "Estou entendendo tudo o que o senhor está dizendo", exclamou Carlinda. Passam-se os anos, a velhice chega, a força para o trabalho está escassa. O que você fez? O empregado precisa ter carteira de trabalho, registro e contribuição para a aposentadoria. "Muitos começam a trabalhar e não ligam para a carteira de trabalho.É preciso exigir a anotação na carteira de trabalho", finalizou José Carlos Manhabusco.


A diretora da Escola Antonio Vicente Azambuha, Maria José, avaliou que as orientação fornecidas pelo palestrante foram importantes estímulos para o trabalhador e a família, que poderão refletir suas atitudes no campo do trabalho, da paternidade e maternidade", avaliou.

Deixe seu Comentário