Dourados – MS sábado, 11 de julho de 2020
Dourados
31º max
14º min
Jornal Educação

1951: O PROGRESSO começa a registrar história de Dourados

18 Dez 2015 - 11h09
Nelson de Araújo - UDN. - Crédito: Foto: Acervo O ProgressoNelson de Araújo - UDN. - Crédito: Foto: Acervo O Progresso
Fátima Frota


Em 21 de abril de 1951, foi publicada a primeira edição de O PROGRESSO destacando a marcha de Dourados para o progresso. De abril a dezembro daquele ano, as notícias sobre a cidade promissora foram relatadas pelo Jornal, garantindo o registro do desenvolvimento da cidade. O prefeito de Dourados era o médico Nelson de Araújo, que administrou de 1951 a 1955, e foi determinante personagem na criação do município, em 1935.


As culturas do café e do algodão foram importantes fontes da economia local e também no povoamento da cidade. Os dados foram publicados em 29 de abril, 10 de junho e 17 de junho, com os títulos: a cultura do café empolga Dourados; Empolga Dourados a grande safra de algodão e Grande procura de terras para café. Estão chegando os japoneses, respectivamente.


Dourados, em 1951, já tinha linha de aviões diárias, casas de comércio, plantação de café, algodão e grandes serraria. Os números do desenvolvimento da cidade foram apresentados na edição de 2 de setembro. O Título foi “Dourados em números” e destacava a existência de 27.500 habitantes, 60 caminhões, 12 autos de praça, 4 oficinas mecânicas, 4 médicos, 6 dentistas, 3 máquinas de beneficiar, 4 serrarias mecânicas, 1 livraria, 10 olarias, 5 farmácias, 19 casas atacadistas, 1 hospital, 1 tipografia, 4 hotéis, 6 pensões, 2 advogados, 1 cinema, 2 postos de gasolina, 46 casas varejistas, 1 usina elétrica, 5 charretes de aluguel, 2 bicicletarias de aluguel e 1.630 casas”.


Os estudantes da época receberam estímulo por parte do prefeito Nelson de Araújo. O então vereador Weimar Gonçalves Torres, fundador do O PROGRESSO, apresentou um Projeto de Lei propondo bolsa de estudos para o ensino secundário e o prefeito sancionou, em 12 de agosto, a “bolsa de estudos da Prefeitura Municipal de Dourados para o estudo secundário do melhor aluno das escolas primárias do município de Dourados”. A prefeitura estabeleceu concurso para os candidatos ao ensino secundário.



Nelson de Araújo


Nelson de Araújo se aliou na luta pela emancipação de Dourados, em 1934. Ele era irmão do General Becker, comandante do Regimento de Ponta Porã. Foi através do médico que o presidente Getúlio Vargas recebeu o manifesto dos líderes políticos de Dourados e foi autorizada a emancipação em 19 de dezembro de 1935. No dia seguinte, o governador de Mato Grosso, Mário Correa, recebia telegrama do presidente, com o decreto número 30, criando o novo município. Em 1951, filiado ao partido político UDN, Nelson de Araújo venceu a eleição por dois contra o adversário Armando Campos Belo.

Deixe seu Comentário