Dourados – MS sábado, 08 de maio de 2021
Dourados
26º max
12º min
Mundo

Unidade de produção de vinho de 6.100 anos é descoberta na Armênia

11 Jan 2011 - 22h45
Objetos de produção vinícola foram descobertos no sítio em região montanhosa da Armênia. - Crédito: Foto: Gregory Areshian / National Geographic / AP PhotoObjetos de produção vinícola foram descobertos no sítio em região montanhosa da Armênia. - Crédito: Foto: Gregory Areshian / National Geographic / AP Photo
Uma unidade completa de produção de vinho, de 6.100 anos de antiguidade, a mais antiga conhecida até então, foi descoberta numa caverna na Armênia, anunciou nesta terça-feira (11) uma equipe internacional de arqueólogos. Antes disso, vestígios comparáveis a esses equipamentos de produção vinícola remontavam a 5.000 anos.

\"Pela primeira vez, temos uma imagem arqueológica completa de um sistema de produção de 6.100 anos\", comemorou Gregory Areshian, responsável pelas escavações e vice-diretor do Instituto de Arqueologia Cotsen da Universidade da Califórnia, em Los Angeles.

Uma unidade completa de produção de vinho, de 6.100 anos de antiguidade, a mais antiga conhecida até então, foi descoberta numa caverna na Armênia, anunciou nesta terça-feira (11) uma equipe internacional de arqueólogos. Antes disso, vestígios comparáveis a esses equipamentos de produção vinícola remontavam a 5.000 anos.

\"Pela primeira vez, temos uma imagem arqueológica completa de um sistema de produção de 6.100 anos\", comemorou Gregory Areshian, responsável pelas escavações e vice-diretor do Instituto de Arqueologia Cotsen da Universidade da Califórnia, em Los Angeles.

A descoberta foi realizada no mesmo sítio de cavernas onde foi encontrado, em junho de 2010, um mocassim de couro perfeitamente preservado datando de 5.500 anos, o que fez dele o mais velho calçado conhecido no mundo.

As cavernas ficam numa espécie de canyon situado na província armênia de Vayotz Dzor, uma região na fronteira do Irã e da Turquia.

Análises químicas confirmaram a datação das instalações e de outros objetos, e a escavação foi financiada, em parte pela National Geographic Society, segundo o texto publicado na edição on-line do \"Journal of Archaeological Science\".

Testes de radiocarbono efetuados por pesquisadores da Universidade da Califórnia confirmaram a datação.

(G1.com)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19
Saúde

Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19

30/04/2021 18:30
Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19
Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno
Mundo

Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno

26/04/2021 14:12
Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno
Cortes em razão da covid-19 impactam programa antidoping
Olimpíada

Cortes em razão da covid-19 impactam programa antidoping

15/04/2021 10:00
Cortes em razão da covid-19 impactam programa antidoping
Casa Branca anuncia retirada de tropas do Afeganistão até setembro
mundo

Casa Branca anuncia retirada de tropas do Afeganistão até setembro

14/04/2021 13:15
Casa Branca anuncia retirada de tropas do Afeganistão até setembro
Índia tem recorde de casos; Mumbai prepara novo lockdown
COVID-19

Índia tem recorde de casos; Mumbai prepara novo lockdown

14/04/2021 12:03
Índia tem recorde de casos; Mumbai prepara novo lockdown
Últimas Notícias