Dourados – MS segunda, 04 de julho de 2022
Dourados
32º max
15º min
Mundo

Total de deslocados no mundo atinge recorde de 59,1 milhões

Relatório Global sobre Deslocamento Interno de 2021 alerta que Guerra na Ucrânia pode levar a novo pico este ano

19 Mai 2022 - 17h45Por ONU News
Estima-se que os números globais de deslocados cresçam ainda mais em 2022 - Crédito: © OCHAEstima-se que os números globais de deslocados cresçam ainda mais em 2022 - Crédito: © OCHA

O número de deslocados em seu próprio país em 2021 chegou ao recorde de 59,1 milhões. Conflitos e desastres naturais ocorridos no período forçaram 38 milhões de pessoas a deixar suas casas.

Os dados foram publicados esta quinta-feira no Relatório Global sobre Deslocamento Interno. A parceria apoiada pela ONU envolve o Centro de Monitoramento do Deslocamento Interno e o Conselho Norueguês de Refugiados, NRC.

Ucrânia 

A previsão é que 2022 tenha um novo recorde de deslocados em meio a movimentações em massa na Ucrânia. A situação já desalojou mais de 8 milhões de pessoas no país desde a invasão da Rússia em 24 de fevereiro. Mais de 6 milhões buscam refúgio além-fronteiras.

O Brasil está em 9º lugar global de deslocados por desastres naturais. Foram  449 mil pessoas que deixaram seus lares durante todo o ano passado. 

China lidera o grupo de nações, seguida por Vietnã, Índia, Estados Unidos, Filipinas, Indonésia, República Democrática do Congo e Sudão do Sul.

As enchentes no Brasil geraram 91% do total de deslocados, sendo que 170 mil foram registrados no que é considerado o dezembro mais úmido dos últimos 15 anos. 

A situação no estado da Bahia vem descrita no documento pelos deslocamentos em massa e por mais de 4,6 mil casas destruídas que levaram vários municípios a decretar emergência.

Violência 

Nesses eventos foram perdidos meios de subsistência de comunidades já desprovidas, incluindo o acesso a alimentos e à água potável. Houve ainda um registro de deslocamentos causados por incêndios florestais e por disputas de terras. A violência levou à movimentação de 21 mil brasileiros. 

Já a violência e o conflito em Moçambique levaram 187 mil pessoas a deixar suas áreas de origem, fechando o ano com um total de 735 mil. Outros 44 mil moçambicanos foram vítimas de desastres, no que elevou o total do período em análise para 138 mil.

Causas naturais

Em Angola, os desastres naturais deslocaram  22 mil pessoas e o ano terminou com pouco menos de um terço deles ainda nessa situação. 

São Tomé e Príncipe teve um total de 500 deslocados por causas naturais. 

Em Portugal houve 20 pessoas fora dos lares após eventos extremos durante 2022.

Já em Timor-Leste, o tipo de fenômeno  obrigou 16 mil pessoas a deixar as áreas de origem.

Com mais 4 milhões de deslocados em todo o mundo, 2021 superou o total do ano anterior que era o mais alto na década em termos de deslocados. O principal fator foram os desastres naturais. 

Estima-se que os números globais cresçam  ainda mais este ano, principalmente com a guerra em curso na Ucrânia.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Legalização de cannabis aumentou o consumo diário, afirma estudo da ONU
Mundo

Legalização de cannabis aumentou o consumo diário, afirma estudo da ONU

03/07/2022 22:15
Legalização de cannabis aumentou o consumo diário, afirma estudo da ONU
Bachelet pede que Talibã respeite os direitos das mulheres
Mundo

Bachelet pede que Talibã respeite os direitos das mulheres

03/07/2022 19:15
Bachelet pede que Talibã respeite os direitos das mulheres
Nações Unidas celebram centésimo Dia Internacional das Cooperativas
Mundo

Nações Unidas celebram centésimo Dia Internacional das Cooperativas

02/07/2022 17:45
Nações Unidas celebram centésimo Dia Internacional das Cooperativas
Brasil assume presidência do Conselho de Segurança da ONU em julho
Mundo

Brasil assume presidência do Conselho de Segurança da ONU em julho

01/07/2022 19:15
Brasil assume presidência do Conselho de Segurança da ONU em julho
Comissão debate regulamentação da profissão de musicoterapeuta
Saúde

Comissão debate regulamentação da profissão de musicoterapeuta

01/07/2022 09:45
Comissão debate regulamentação da profissão de musicoterapeuta
Últimas Notícias