Dourados – MS domingo, 23 de fevereiro de 2020
Dourados
31º max
20º min
Mundo

Protestos contra o governo no Egito provocam mais uma morte em Suez

28 Jan 2011 - 14h35
Polícia joga água para dispersar manifestantes nesta sexta-feira - Crédito: Foto: APPolícia joga água para dispersar manifestantes nesta sexta-feira - Crédito: Foto: AP
Um manifestante morreu nesta sexta-feira (28) na cidade de Suez, no quarto dia de protestos contra o governo no Egito.

Hamada Labib el-Sayed, um motorista de 30 anos, morreu com uma bala na cabeça quando a polícia tentava dispersar milhares de manifestantes que atacaram delegacia da cidade.

Os manifestantes incendiaram oito carros da polícia e um posto policial do bairro de Arbayine.

Pelo menos sete pessoas morreram desde o início dos protestos.

Manifestantes voltaram entrar em confronto com a polícia no centro do Cairo depois das orações semanais.

Carros militares foram vistos circulando nas ruas do Cairo, segundo testemunhas e a rede CNN.

Em Alexandria, um prédio do governo foi incendiado por manifestantes.

Mais cedo no Cairo, políciais usaram gás e jatos d´água contra manifestantes. Há relatos de muitos feridos e de muitas prisões.

Os milhares de manifestantes pressionam pela renúncia do presidente Hosni Mubarak, há 30 anos no poder.

Repórteres de diversos meios de comunicação do país e blogueiros também relatam sobre o corte no serviço.

As redes sociais têm sido um dos principais meios usados pelos manifestantes para convocar os protestos.

A informação também tem se espalhado pela rede por meio de sites dedicados ao mundo árabe ao redor do mundo. O blog “The Arabist”, citado pelo americano \"Huffington Post\", afirma que diversos servidores teriam sido afetados.

“Acabei de receber uma ligação de um amigo no Cairo (do qual não posso citar o nome porque é um importante ativista) me dizendo que nenhum dos seus serviços de internet está funcionando. Chequei com outros dois amigos em diferentes partes da cidades, que confirmaram que a rede não está funcionando”, relata o autor.

O relato também é confirmado por outro blog, “Mondoweiss”. Ambos os relatos dizem que a internet foi cortada minutos depois de a agência de notícias Associated Press ter publicado um vídeo de um manifestante sendo baleado durante os protestos no Sinai.

Pelo Twitter, repórteres que estão no país também relataram a interrupção na rede. “Sem internet, sem SMS, qual será o próximo? Celulares e telefones fixos? É demais para a estabilidade”, postou o reporter da rede CNN, Ben Wedeman.

O também americano “Los Angeles Times” também relata que o serviço de internet via BlackBerry foi cortado no Egito.

Também havia relatos de que os telefones celulares estavam mudos.

#####Pedido de reformas
O presidente da Comissão de Relações Exteriores da Assembleia, também membro do governista Partido Nacional Democrata no poder, pediu ao presidente egípcio Hosni Mubarak \"reformas sem precedentes\" para evitar uma revolução no Egito.

\"Em nenhuma parte do mundo a segurança é capaz de pôr fim à revolução\", afirmou Mostapha al Fekki, à TV Al Jazeera. \"O presidente é a única pessoa que pode pôr fim a esses acontecimentos\", disse, para depois pedir \"reformas sem precedentes\".

#####Jornalistas presos
Quatro jornalistas franceses foram detidos no Cairo, segundo o porta-voz do ministério francês das Relações Exteriores, Bernard Valero. Eles teriam sido libertados poucas horas depois.

Segundo uma fonte diplomática, eles trabalham para o \"Journal du Dimanche\" e o \"Le Figaro\", a agência de foto \"Sipa\" e a revista \"Paris-Match\".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Completa amanhã, 75 anos da histórica tomada de Monte Castello
2ª Guerra Mundial

Completa amanhã, 75 anos da histórica tomada de Monte Castello

20/02/2020 17:00
Completa amanhã, 75 anos da histórica tomada de Monte Castello
Novo Coronavírus: Brasil apresenta ações para enfrentamento da doença
Saúde

Novo Coronavírus: Brasil apresenta ações para enfrentamento da doença

20/02/2020 12:00
Novo Coronavírus: Brasil apresenta ações para enfrentamento da doença
Com apoio da ONU no Brasil, Gâmbia entra em nova fase do programa de alimentação escolar
Sociedade

Com apoio da ONU no Brasil, Gâmbia entra em nova fase do programa de alimentação escolar

20/02/2020 11:30
Com apoio da ONU no Brasil, Gâmbia entra em nova fase do programa de alimentação escolar
Campanha

Embaixadores da Juventude debatem em Lisboa combate à violência contra mulher

19/02/2020 15:45
Recopa Sul-Americana: Flamengo e Independiente Del Valle jogam hoje
Esporte

Recopa Sul-Americana: Flamengo e Independiente Del Valle jogam hoje

19/02/2020 14:45
Recopa Sul-Americana: Flamengo e Independiente Del Valle jogam hoje
Últimas Notícias