Dourados – MS sábado, 10 de abril de 2021
Dourados
35º max
22º min
Influx - Campanha 2021
Mundo

CPI do Genocídio convoca procuradores de MS

05 Mai 2016 - 14h02Por Do Progresso
Pela primeira vez, três membros do Ministério Público Federal que atuam diretamente com a temática indígena no estado irão depor perante a CPI do Genocídio - Crédito: AL/MSPela primeira vez, três membros do Ministério Público Federal que atuam diretamente com a temática indígena no estado irão depor perante a CPI do Genocídio - Crédito: AL/MS
Pela primeira vez, três membros do Ministério Público Federal que atuam diretamente com a temática indígena no estado irão depor perante a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a Ação/Omissão do Estado de MS nos Casos de Violência Praticados Contra os Povos Indígenas, chamada de CPI do Genocídio.Os depoimentos estão marcados para o início da tarde, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul..

Os procuradores da República Emerson Kalif Siqueira, Marco Antonio Delfino de Almeida e Ricardo Pael Ardenghi, são responsáveis pela representação judicial e atendimento das demandas da população indígena do estado. A CPI do Genocídio é presidida pelo deputado João Grandão, sendo a vice-presidente Mara Caseiro. Fazem parte ainda os deputados Paulo Corrêa, Antonieta Amorim e Professor Rinaldo.

Mato Grosso do Sul possui a segunda maior população indígena do Brasil, cerca de 70 mil pessoas. São cerca de 40 mil indígenas da etnia guarani-kaiowá. Confinados em pequenas reservas e acampamentos de beira de estrada, eles enfrentam os maiores índices de violência do país.

Os indígenas foram expulsos de suas áreas de origem entre o fim do século XIX e meados do século XX, para a colonização do estado, e confinados em pequenas áreas que não permitiam sua organização social. A partir de 1988, com a promulgação da Constituição Federal, que garantiu a posse indígena sobre as áreas tradicionais, houve um fortalecimento do movimento indígena no estado. A Constituição também determinou que o Ministério Público Federal é o defensor dos direitos dos povos indígenas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Príncipe Philip morre aos 99 anos, no Castelo de Windsor
Família real

Príncipe Philip morre aos 99 anos, no Castelo de Windsor

09/04/2021 09:04
Príncipe Philip morre aos 99 anos, no Castelo de Windsor
Quase 60% dos focos de incêndios no Pantanal têm ligação agrícola
Pantanal

Quase 60% dos focos de incêndios no Pantanal têm ligação agrícola

07/04/2021 16:00
Quase 60% dos focos de incêndios no Pantanal têm ligação agrícola
Chile chega a 1 milhão de casos de covid-19 e fecha fronteiras
Covid-19

Chile chega a 1 milhão de casos de covid-19 e fecha fronteiras

02/04/2021 11:03
Chile chega a 1 milhão de casos de covid-19 e fecha fronteiras
Nova York aprova legalização da maconha
Internacional

Nova York aprova legalização da maconha

31/03/2021 15:22
Nova York aprova legalização da maconha
Uso de drogas entre idosos é uma “epidemia oculta”, alertam especialistas em narcóticos
ONU

Uso de drogas entre idosos é uma “epidemia oculta”, alertam especialistas em narcóticos

29/03/2021 14:43
Uso de drogas entre idosos é uma “epidemia oculta”, alertam especialistas em narcóticos
Últimas Notícias