Dourados – MS sábado, 18 de maio de 2024
18º
Mundo

Portugal teve o mês de maio mais quente desde 1931

Segundo Organização Meteorológica Mundial, o país teve uma situação de seca severa afetando 97% do território

16 Jun 2022 - 12h15Por ONU News
Onda de calor intensa na Europa marcou o ano de 2021 - Crédito: Reprodução/OMMOnda de calor intensa na Europa marcou o ano de 2021 - Crédito: Reprodução/OMM

Temperaturas muito altas aliadas à seca estão causando um “risco extremo de incêndios na Espanha e em parte de Portugal”, segundo a Organização Meteorológica Mundial, OMM. 

A agência cita dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, que registrou o mês de maio mais quente desde 1931, além de uma situação de seca severa afetando 97% do território nacional.  

França e Espanha 

A massa de ar quente no oeste da Europa tem sido causada por um sistema de baixa pressão no Atlântico, entre as ilhas dos Açores e da Madeira. A OMM confirma ainda que uma onda de calor intensa e precoce está se espalhando do norte da África por toda a Europa.  

A agência nota que a França teve o maio mais quente da história e as altas temperaturas também estão sendo observadas esta semana: o Meteo-France, o serviço nacional de meteorologia francês, prevê que os termômetros cheguem aos 38˚ Celsius no país entre 16 e 18 de junho.  

Na Espanha, as autoridades registraram temperaturas próximas aos 40˚ C no interior esta semana. Do outro lado do Atlântico, nos Estados Unidos, “um calor extremamente forte e perigoso” tem sido observado no sudeste e no centro-oeste do país, impactando quase um terço da população americana.  

Mudança Climática  

A OMM diz que as ondas de calor em várias regiões do mundo estão acontecendo mais cedo, com mais frequência e com maior intensidade, um resultado da mudança climática e das concentrações recorde de gases de efeito estufa.  

A OMM lembra que o calor extremo é a forma mais fatal de todos os desastres naturais. Para conscientizar as pessoas sobre o problema, a OMM e a Federação Internacional da Cruz Vermelha marcaram em 14 de junho o Dia de Ação sobre o Calor.  

A campanha abordou questões sobre como reconhecer e prevenir riscos para a saúde ligados ao calor extremo, ao fazer exercícios e durante o lazer, além de dicas para as pessoas se manterem sempre hidratadas e refrescadas.  

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ONU diz que 85% dos Estados-membros criminalizam atos contra a vida selvagem
Legislação e prevenção de crimes

ONU diz que 85% dos Estados-membros criminalizam atos contra a vida selvagem

18/05/2024 20:30
ONU diz que 85% dos Estados-membros criminalizam atos contra a vida selvagem
ONU confirma chegada de alimentos em Gaza via doca flutuante
Ajuda humanitária

ONU confirma chegada de alimentos em Gaza via doca flutuante

18/05/2024 19:30
ONU confirma chegada de alimentos em Gaza via doca flutuante
Decisão do FMI pode gerar US$ 80 bilhões em recursos para países em desenvolvimento
Desenvolvimento econômico

Decisão do FMI pode gerar US$ 80 bilhões em recursos para países em desenvolvimento

17/05/2024 22:30
Decisão do FMI pode gerar US$ 80 bilhões em recursos para países em desenvolvimento
Chefe de direitos humanos pede a comandantes que parem escalada da violência no Sudão
Paz e segurança

Chefe de direitos humanos pede a comandantes que parem escalada da violência no Sudão

17/05/2024 21:15
Chefe de direitos humanos pede a comandantes que parem escalada da violência no Sudão
Crise na Ucrânia piora com ataques de drones e bombas planadoras contra civis
Paz e segurança

Crise na Ucrânia piora com ataques de drones e bombas planadoras contra civis

17/05/2024 20:15
Crise na Ucrânia piora com ataques de drones e bombas planadoras contra civis
Últimas Notícias