Dourados – MS quinta, 13 de maio de 2021
Dourados
26º max
14º min
Mundo

Polícia começa a ouvir familiares dos dois mortos no Aglomerado da Serra

22 Fev 2011 - 15h55
Polícia começa a ouvir familiares dos dois mortos no Aglomerado da Serra -
Familiares de Jéferson Coelho da Silva, 17, e Renilson Veriano da Silva, 39 - os dois assassinados no Aglomerado da Serra, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, no sábado (19) - prestam depoimento à Polícia Civil nesta terça-feira (22) no Departamento de Investigações. De acordo com a assessoria da Polícia Civil, vão ser ouvidos o pai, um irmão e um tio de Jéferson. O Ministério Público Estadual acompanha a investigação do caso, para qual Polícia Militar e moradores apresentaram versões conflitantes.

Testemunhas dentro da comunidade alegam que os dois não tinham qualquer envolvimento com atividades criminosas e foram executados por policiais militares. Uma mulher ouvida pela TV Globo e que não quis se identificar contou que presenciou as duas vítimas sendo mortas pelos policiais. Já de acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, as vítimas foram atingidas durante um confronto dos militares com um grupo de mais de 10 pessoas. Segundo o tenente-coronel Alberto Luiz, esse grupo teria atirado contra os militares, que faziam um patrulhamento de rotina no aglomerado, e até agora nenhum suspeito foi identificado ou preso. Quatro militares que faziam o patrulhamento no sábado (19) foram afastados do trabalho nas ruas e vão atuar em atividades administrativas.

Os depoimentos desta terça-feira (22) são os primeiros do inquérito que apura as duas mortes no Aglomerado na Serra, de acordo com a assessoria da Polícia Civil. As investigações são presididas pelo delegado Fernando Miranda, da Delegacia de Homicídios Regional-Sul. A investigação da Polícia Civil é realizada paralelamente a um Inquérito Policial Militar também aberto para apurar as duas mortes ocorridas no último sábado (19) .

#####Denúncias contra policiais
O ouvidor-geral da Polícia de Minas Gerais, Paulo Vaz Alkmin, confirmou nesta terça-feira (22) em visita ao Aglomerado da Serra, na Região Centro-Sul do estado, que foram recebidas denúncias contra policiais na comunidade. Ainda de acordo com Alkmin, foram recebidas quatro denúncias em 2010 e uma neste domingo (20).

“Todas as denúncias são por desvio de conduta e má abordagem policial. Não existem milícias. Para se considerar uma milícia é preciso ter uma base fixa no local controlando o comércio. Um morador me ligou no domingo com apelidos dos policiais que estariam envolvidos. Já repassamos estas denúncias para o corregedor”, disse. O líder do \"Movimento Paz na Serra\", Alexandre Ribeiro, disse ao G1 que não existe a atuação de milícias no aglomerado. O ouvidor, deputados e vereadores estiveram nesta terça-feira (22) no Aglomerado da Serra para ouvir a população sobre reclamações contra policiais.

(G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia
Internacional

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia

11/05/2021 14:30
Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia
Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19
Saúde

Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19

30/04/2021 18:30
Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19
Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno
Mundo

Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno

26/04/2021 14:12
Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno
Cortes em razão da covid-19 impactam programa antidoping
Olimpíada

Cortes em razão da covid-19 impactam programa antidoping

15/04/2021 10:00
Cortes em razão da covid-19 impactam programa antidoping
Casa Branca anuncia retirada de tropas do Afeganistão até setembro
mundo

Casa Branca anuncia retirada de tropas do Afeganistão até setembro

14/04/2021 13:15
Casa Branca anuncia retirada de tropas do Afeganistão até setembro
Últimas Notícias